Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Dia-a-dia | Perspe(c)tivas

"Sem pararmos, não podemos apreciar o movimento."

Carla Rodrigues Cardoso


Corremos, corremos e corremos. No dia seguinte, corremos outra vez. O tempo nunca chega, reclamamos. E de tanto corrermos ficamos sem tempo para parar e pensar. Refletir tornou-se um luxo. O que é preciso é fazer, fazer, fazer! Rapidamente. Erra-se, recua-se, volta-se a fazer rapidamente. E erra-se novamente. Será que fazer com calma refletida encurtaria o tempo consumido pelo sistema "tentativa/erro, vamos lá a insistir pode ser que se acerte"?

Sem pararmos, não podemos apreciar o movimento. Sem refletirmos, corremos o risco de nos perdermos. Um dia acordamos, esfregamos os olhos, e no espelho espreita-nos um desconhecido. Quem sou eu?, perguntamos-lhe. Quantas decisões precipitadas tomei ontem? E com que consequências tenho de viver hoje por causa disso?

O problema de um dia-a-dia acelerado não é a incapacidade de planear a longo prazo. É o falhanço permanente no aqui e agora. De olhos postos no futuro, abdicamos de saborear o presente - o único tempo em que se conjuga a vida.

Diretora da Licenciatura em Comunicação e Jornalismo
Investigadora do CICANT - ECATI
Coordenação Geral da Redação LOC