Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Escola de Ciências e Tecnologias da Saúde

Unidade orgânica vocacionada para o ensino e investigação nos domínios das Ciências e Tecnologias aplicadas à saúde, incluindo o medicamento, os dispositivos médicos e nutrição.

EMPREGABILIDADE

44% QUANDO CONCLUIU O CURSO JÁ ESTAVA EMPREGADO
81% MENOS DE 1 ANO ATÉ ENCONTRAR O 1º EMPREGO
82% TRABALHA NA ÁREA DE FORMAÇÃO
100% CONSIDERA QUE A FORMAÇÃO OBTIDA CORRESPONDEU AO ESPERADO

Dados do Inquérito à Empregabilidade 2015, relativos aos diplomados da Escola de Ciências e Tecnologias da Saúde

Diretor

Professor Doutor Luís Monteiro Rodrigues

Apresentação

A Escola de Ciências e Tecnologias da Saúde (ECTS) da Universidade Lusófona constitui o elemento fundamental do projecto educacional desta universidade nos domínios da saúde, afirmado desde sempre na coerência e na qualidade, pedagógica e científica das suas iniciativas, e sustentado:

  • No ensino laboratorial, essencial para o desenvolvimento de uma cultura de "ensino experimental"
  • Na avaliação e acompanhamento permanente da qualidade

Congregando múltiplas competências em diversos domínios da saúde humana, a ECTS vem desenvolvendo, nos últimos anos, uma vasta oferta formativa a nível dos seus cursos de graduação (1º ciclo, 2º Ciclo e Mestrado Integrado) mantendo ainda estreita ligação às estruturas análogas da Enfermagem e das Tecnologias da Saúde ministradas na Escola Superior de Saúde Ribeiro Sanches.

Tem especial significado o conjunto de atividades de caracter avançado (pós-graduado) realizadas desde 2003, plenamente concebidos na filosofia de Bolonha. Tal reflete também um vasto investimento em infraestruturas, materiais e humanas, materializadas ao longo dos últimos 10 anos, demonstrando o empenhamento da Lusófona no desenvolvimento destas áreas de "saber", tornando possível o reforço desta racionalidade técnica e científica, que faz da Universidade Lusófona um parceiro essencial para o desenvolvimento do setor da saúde no universo Lusófono.

Unidades de Investigação

A Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT) tem, desde o seu início, prestado a maior atenção à investigação e desenvolvimento (I&D) como instrumentos fundamentais na sua estratégia de crescimento nos diversos domínios da saúde. Assim, dando continuidade às diversas iniciativas que, neste contexto, se foram construindo ao longo dos anos, foi formalmente criado em 2011 o CBIOS - Centro de Investigação em Biociências e Tecnologias da Saúde da Universidade Lusófona, onde são desenvolvidos diversos projetos de I&D, tendo como domínios de intervenção principal:

  • Farmacologia e Toxicologia
  • Segurança e eficácia de produtos tópicos
  • Veiculação de fármacos
  • Nutrição e Ciências Alimentares
  • Química e fitoquímica
  • Saúde Publica e Ambiental
  • Saúde Animal
  • Enfermagem e Tecnologias da Saúde

Neste contexto, as potencialidades (materiais e humanas) do CBIOS estão ao serviço de todas as atividades de formação, muito especialmente no Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas e na Licenciatura em Ciências da Nutrição onde os alunos de forma precoce podem ter contacto com a I&D.

Publicações

Newsletter

Trata-se da Newsletter da ECTS, editada regularmente desde 2003. É uma publicação generalista, dirigida aos públicos específicos da ECTS (formação pregraduada, posgraduada e profissionalizante), servindo como veículo de informação das suas realizações, iniciativas e expectativas, técnicas, científicas, e culturais.

Instalações

As atividades letivas do curso decorrem no Campus da Universidade Lusófona (Campo Grande-Lisboa) onde existem todos os equipamentos e infra-estruturas necessárias à leccionação teórica e aplicada das matérias cobertas pelos conteúdos programáticos do curso. Destacam-se os seguintes equipamentos e instalações:

  • Biblioteca Vítor de Sá
  • Biblioteca de Saúde

Laboratório de:

  • Análises Clínicas e Biológicas
  • Bioengenharia
  • Biologia
  • Bioquímica Clínica
  • Bioquímica
  • Microbiologia
  • Ciências Biomédicas
  • Farmácia Galénica
  • Informática e Computação
  • Informática e Electrónica
  • Química Analítica
  • Química Farmacêutica
  • Tecnologia Farmacêutica

Sistema de Apoio a Infraestruturas Cientificas e Tecnológicas

RISEBITESA - Rede de Inovação em Serviços e Educação nas Biociências e Tecnologias da Saúde

  • Código da Operação: LISBOA-01-0162-FEDER-001170
  • Investimento Elegível: 1.816.275,46 € (em overbooking)
  • Cofinanciamento do PORLisboa: 726.510,18 € (em overbooking)

Descrição: Esta Operação tem por objetivo “consolidar para expandir” competências de inovação em  Ciências e Tecnologias da Saúde  da Escola de Ciências e Tecnologias da Saúde da Universidade Lusófona de Humanidade e Tecnologias ao Sistema Científico e Tecnológico Nacional (SCTN) e ao tecido empresarial nacional e internacional. Desde 2007 que o Núcleo de I&DT do Departamento de Ciências da Saúde, semente do CBIOS, se associou em Programas Pedagógicos de Base Científica com o Grupo das Clínicas S. João de Deus no planeamento de uma estratégia pedagógica mobilizadora e inovadora incluindo a aquisição e valorização de equipamento de RMN- Ressonância Magnética Nuclear e outros (imagem sobretudo) numa rede de investigação biomédica. Esta rede tem acolhido parte dos Estágios Curriculares de Radiologistas formados na ERISA- Escola de Saúde Ribeiro Sanches (restantes componentes dos Estágios são nos Hospitais Públicos- ex.: S. José, Sta Maria-) numa Rede protocolada para a profissionalização dos alunos finalistas.

O CBIOS está organizado em dois principais grupos de pesquisa - o Grupo de Farmacologia, Terapêutica e Tecnologia (PTT) e o Grupo da Ciência dos Alimentos e Fitoquímica (FSP). A Operação  RISEBITESA permitiu consolidar os investimentos consideráveis que o CBIOS realizou por forma a garantir o acompanhamento do estado-da-arte alargando a sua capacidade de intervenção às ciências veterinárias, e ao Knowledge Transfer Centre, recentemente criado e integrado no CBIOS, com um TTO- Technology Transfer Officer, privilegiando a transferência de tecnologias para o setor produtivo. Com esta Operação pretende-se potenciaram-se as sinergias intra e extra Universidade Lusófona de Humanidade e Tecnologias, em benefício da sociedade: membros que fazem a ponte entre a investigação em Ciências da Saúde e os utentes, investigadores do SCTN, empresas e os clientes-utentes das farmácias e hospitais e clínicas que são instituições de acolhimento permanente de projetos, incluindo medicina translacional. Só uma infraestrutura científica e tecnológica com os equipamentos modernos, ensaios acreditados e sistema de gestão que assegure a satisfação dos clientes permitirá assegurar as condições para o desenvolvimento de competências nas áreas tecnológicas e de gestão da saúde relevantes para a competitividade das empresas do nosso tecido empresarial que poderão absorver as tecnologias e resultados da investigação e/ou da difusão do conhecimento em produção.

Para realizar estes objetivos, o CBIOS desenvolveu um modelo de governança adequado (de Business Intelligence e de Business Performance Management). O plano estratégico de CBIOS para 2015-2020 está focado em (a) desenvolver, promover e difundir a pesquisa na Rede Intrainstitucional de Escolas e Laboratórios para as Ciências e Tecnologias da Saúde; (b) consolidar conhecimentos e competências de formação empresaria avançada em áreas específicas das ciências e tecnologias da saúde; e (c) atrair novos parceiros nacionais e internacionais, parcerias e contratos empresariais em maior número que o atual.

  • Data de Início: 2007/01/18
  • Data de Conclusão: 2014/11/21

Logos QREN - POR LISBOA - UE

Contactos

Marisa Paiva marisa.paiva@ulusofona.pt
Secretariado Administrativo da Faculdade de Ciências e Tecnologias da Saúde
Campo Grande, 376 1749-024 - Lisboa
Telefone: 00351 21 7515577 / 50
Fax: 00351 21 7515598 / 79