Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Epidemiologia

Curso

Ciências da Nutrição

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 5,5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

4 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

143 | 60

Código

ULHT1101-7633

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Introdução à epidemiologia
2. Epidemiologia das principais doenças relacionadas com a alimentação
3. Tópicos atuais de interesse da epidemiologia nutricional
4. Métodos e técnicas de Avaliação da ingestão alimentar a nível nacional e familiar
5. Métodos e técnicas de Avaliação da ingestão alimentar a nível individual

Objetivos

O objetivo principal é capacitar os alunos a conhecer e compreender os conceitos sobre a epidemiologia e a frequência das doenças relacionadas com a alimentação em populações humanas e capacitar os alunos a conhecer e compreender os conceitos e métodos de avaliação dos determinantes alimentares e nutricionais de saúde.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Pretende-se que no final desta unidade curricular o aluno tenha adquirido as seguintes competências:
Conhecer e compreender os conceitos básicos da epidemiologia;
Conhecer a frequência das principais doenças relacionadas com a alimentação.
Conhecer os principais tópicos atuais de interesse da epidemiologia nutricional.
Conhecer e compreender as dificuldades metodológicas da epidemiologia nutricional;
Conhecer e compreender as metodologias de avaliação da ingestão alimentar

Metodologias de ensino e avaliação

As metodologias de ensino aprendizagem incluem diversos instrumentos, baseados no ensino magistral /tutorial e no ensino teórico-prático, presenciais. Outros instrumentos de carácter não-presencial (moodle p.ex.) completam e diversificam as opções disponibilizadas. A componente teórica, decorre com exposição das matérias segundo o programa definido.
Na componente teórico-prática são aprofundados alguns dos temas centrais do programa.
Frequência mínima de 2/3 das aulas teórico-práticas.
O regime de avaliação é preferencialmente de carácter contínuo, e valoriza (A) 1 teste escrito (50%), (B) Ficha de exercícios (12,5%), (C) resumo de artigo científico (12,5%) e (D) análise crítica de um artigo com apresentação oral (25%) (Final = A (50%) + B (12,5%) + C (12,5%) + D (25%)). Nota mínima para aprovação é de 9,5V (0/20)
O regime de exame final aplica aos alunos que por ele optem, a nota mínima para aprovação é de 9,5V.
A melhoria de nota pode ser realizada sob a forma de exame oral.

Bibliografia principal

Gordis L. Epidemiology. 4th edition. Elsevier, 2008.
Mausner, J. et al., Introdução à Epidemiologia, 2ª Ed., Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 1999
Wolfgang, A. and Iris Pigeot (2004) Handbook of Epidemiology. Springer
Nutritional Epidemiology. Walter Willet. Monographs in Epidemiology and Biostatistics, vol.30, 2nd Ed. Oxford University Press, 1998
Marggets B, Nelson M. Design concepts in nutritional epidemiology. Oxford Medical Publications, 1997.
Rothman K, Greenland S, Lash T. Modern Epidemiology, 3rd edition. Wolters Kluwer - Lippincot Williams & Wilkins, 2008.
Porta M. A Dictionary of Epidemiology, 5th Edition, Oxford, University Press, 2008.