Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Limitações Humanas em Aviação

Curso

Gestão Aeronáutica

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 2

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

56 | 30

Código

ULHT1656-14134

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

Factores Humanos como veículo para a compreensão das Limitações Humanas em Aviação. Estatística de Acidentes em aeronáutica e correlação com as Limitações Humanas. Fisiologia de Voo. A Atmosfera e influência no ser humano em voo. Sistema Respiratório e Circulatório. Ambiente a Altitudes Elevadas. O Sistema Sensorial. Sistemas humanos: Nervoso Central, Periférico, Autónomo, Visão, Auditivo/Vestibular e Equilíbrio. Saúde e Higiene na óptica da Aviação. Ritmo Circadiano, Sono e Descanso. Processamento de Informação Humana. Atenção e Vigilância, Percepção e Memória. O Erro Humano e a sua possível gestão. Tomada de Decisão. Atenção e Distracção. Diferentes níveis de stress (arausal curve). Comunicação. Diferenças de Personalidade, Atitude e Comportamento.

Objetivos

Transmitir conhecimentos e sensibilizar os discentes para as Limitações Humanas em Aviação, ou seja, numa meio ambiente que não é o natural do ser humano, muitas vezes agressivo e limitativo da aplicação das capacidades humanas, realçando, por esta razão, as fragilidades humanas. Focar nas possíveis adaptações do humano às diferentes situações de voo.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Entender as limitações humanas em voo e na aviação em geral. Através da estatística de acidentes, saber identificar as situações de eventual perigosidade para a operação, tanto exógenas como endógenas ao ser humano. Conhecimentos básicos de fisiologia e psicologia de voo. Através do conhecimento do conceito de ritmo circadiano, do sono e do descanso, saber gerir aspectos de fadiga para optimização do humano à aviação. Conhecer e identificar diferentes tipos de personalidades com o intuito de alertara para as diferenças, algo que permitirá uma gestão mais racional do cockpit e recursos (óptica CRM).

Metodologias de ensino e avaliação

Na perspectiva de uma pedagogia activa, as apresentações teóricas são complementadas por discussões dirigidas e intervenções dos alunos em estudo de casos e exercícios adaptados.
A avaliação de conhecimentos será obtida através do teste/frequência realizado no final do semestre e, se necessário,exame final. Em ambos os momentos é exigido para aprovação na disciplina a nota mínima de 75%.
Método demonstrativo, interrogativo e de case study.

Bibliografia principal

Bor, R., & Hubbard, T. (2006). Aviation Mental Health. Aldershot: Ashgate Publishing
Dekker, S. (2006). The Field Guide to Understanding Human Error. Aldershot: Ashgate Publishing
Fuller, N., & Johnston, N. (1995). Human Factors in Aviation Operations. Hampshire: Avebury Aviation
Hillson, D., & Murray-Webster, R. (2007). Understanding and Managing Risk Attitude (2a ed). Hampshire: Gower Publishing Limited
JAA ATPL Training. (2007). Human Performance and Limitations. Germany: Jeppesen Sanderson Inc.
JAA Test Prep. (2008). Human Performance & Limitations. London: Aviationexam
Strater, O. (2005). Cognition and Safety. Aldershot: Ashgate Publishing
Campbell, R., & Bagshaw, M. (1991). Human Performance and Limitations in Aviation. Oxford: BSP Professional Books
Strauch, B. (2004). Investigating Human Error: Incidents, Accidents, and Complex Systems. Aldershot: Ashgate Publishing
Reason, J. (1999), Human Error, Aldershot: Ashgate Publishing