Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Biomatemática e Estatística

Curso

Ciências Farmacêuticas

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura; Mestrado | Semestral | 4,5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

120 | 75

Código

ULHT477-3073

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Probabilidade
1.1. Álgebra de acontecimentos
1.2. Conceito de Probabilidade
1.3. Probabilidades simples e condicionadas

2. Variáveis aleatórias (v.a.)
2.1. Discretas
2.2. Contínuas
2.3. Função distribuição de uma v.a. discreta
2.4. Função distribuição de uma v.a. contínua

3. Parâmetros
3.1. Valor Médio, Moda e Mediana de uma v.a. discreta
3.2. Valor Médio, Moda e Mediana de uma v.a. contínu
3.3. Momento Simples de v.a. discretas e contínuas
3.4. Variância e Desvio Padrão de v.a. discretas.
3.5. Variância e Desvio Padrão de v.a. contínuas
3.6. Momento Simples de ordem de v.a. discretas e contínuas
3.7. Momento Central de v.a. discretas e contínuas
3.8. Função Geradora de Momentos
3.9. V.a. discretas e contínuas


4. Distribuições Discretas
4.1. Binomial
4.2. Hipergeométrica
4.3. Poisson


5. Distribuições Contínuas
5.1. Uniforme
5.2. Normal Padrão

Objetivos

As unidades curriculares (UC) de Biomatemática e sua sucessora, Biostatística, têm como objectivo fornecer aos discentes ferramentas que lhes permitam aprender e assimilar conceitos em unidades curriculares subsequentes no âmbito do mestrado integrado. Concomitantemente pretende-se que o aluno desenvolva métodos de raciocínio que o familiarizem com o planeamento experimental e resolução de problemas, que normalmente virão a enfrentar, independentemente das matérias leccionadas.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Pretende-se dar aos alunos os instrumentos fundamentais da Teoria da Probabilidade indispensável à compreensão da Estatística e essencial ao desenvolvimento e aplicação em várias áreas do conhecimento básico como sejam: Física, Química e Biologia, em sentido amplo. Deste modo, pretende-se sensibilizar os alunos para a possibilidade de tratamento estatístico de questões essenciais ao desenvolvimento e aplicação nas mais variadas áreas do conhecimento.

Metodologias de ensino e avaliação

As metodologias de ensino aprendizagem incluem diversos instrumentos, baseados no ensino magistral /tutorial e no ensino teórico-prático, presenciais. Outros instrumentos de caracter não-presencial (moodle p.ex.) completam e diversificam as opções disponibilizadas. As aulas teórico-práticas pretendem aprofundar e exercitar os temas leccionados nas aulas teóricas, proporcionando, desta forma, um contacto mais directo com os referidos temas.

O regime de avaliação é preferencialmente de caracter contínuo, e valoriza (A) a assiduidade e preparação prévia das Fichas a resolver nas aulas Teórico-práticas (10%) (B) 3 testes escritos (30% cada) (Final = A (10%) + B (30%+30%+30%)).

Regime de exame final
O regime de exame final aplica-se aos alunos que por ele optem ou para os alunos que não tiverem aproveitamento na avaliação continua.

Bibliografia principal

Proença, I.M. (2010). Estatística. Lisboa: Eudito.
Martins, E.G. (2005). Introdução à Probabilidade e Estatística (pp. 125-24). Departamento de Estati´stica e Investigac¸a~o Operacional FCUL: Sociedade Portuguesa de Estati´stica. www.arquivoescolar.org, arquivo-e/97.
Robalo, A. (1990). Estatística ¿ Exercícios (Vol. I e II): Ed. Sílabo.