Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Farmácia Galénica

Curso

Ciências Farmacêuticas

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura; Mestrado | Semestral | 5,5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

135 | 90

Código

ULHT477-3480

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Introdução à Farmácia Galénica
Conceitos e terminologia
Farmacopeias e formulários
Âmbito dos medicamentos manipulados
2. Formas farmacêuticas obtidas por divisão mecânica: Pós
Preparação e classificação de pós
Classificação dos pós
Controlo de Qualidade
3. Formas farmacêuticas obtidas por dispersão molecular: Soluções
Factores que afectam a solubilidade
Solventes mais utilizados
Soluções aquosas e não aquosas
4. Formas farmacêuticas obtidas por dispersão mecânica
Suspensões
Aspectos teóricos a considerar na preparação de suspensões
Preparação de suspensões
Suspensões floculadas vs. Defloculadas
Emulsões
Tipos de emulsões
Componentes de uma emulsão
Agentes emulsivos
Preparação de Emulsões
Estabilidade das Emulsões
5. Formas Farmacêuticas obtidas por operações complexas: Pomadas, cremes, geles e pastas
Classificação segundo a Farmacopeia Portuguesa IX
Selecção dos excipientes mais apropriados
Acondicionamento e conservação

Objetivos

O objetivo desta Unidade Curricular (UC) é o estudo do medicamento manipulado e das suas diferentes formas farmacêuticas.
Neste contexto, um dos objectivos principais é encetar a área de conhecimento relativa à formulação de preparações magistrais e oficinais. Aspectos relativos à estabilidade e atribuição de prazos de utilização também serão abordados. Por último, pretende-se ainda abordar os aspectos físico-químicos relacionados com as formas farmacêuticas estudadas.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Após frequência desta unidade curricular, o aluno deverá ter adquirido, nas vertentes teórica e laboratorial, competências para:
- compreender as diferentes formas farmacêuticas mais utilizadas em medicamentos manipulados
- apreender os conceitos relacionados com pós, soluções, suspensões, emulsões farmacêuticas
- discernir a função dos diferentes excipientes nas formulações
- assimilar o método de fabrico e acondicionamento mais apropriado a cada formulação
- utilizar correctamente a Farmacopeia Portuguesa e o Formulário Galénico.

Metodologias de ensino e avaliação

Aulas magistrais seguindo o programa definido de acordo com os objectivos da unidade curricular, bem como aulas laboratoriais tutoradas, destinadas a aprofundar alguns dos temas leccionados nas aulas magistrais.

O regime de avaliação contínua engloba:
(A) Assiduidade e pontualidade (5%)
(B) 2 testes escritos (70%);
(C) Desempenho nas aulas práticas, resolução de exercícios, apresentação de trabalhos (25)%).
Final =A(5%)+B(70%)+C(25%).

O aluno trabalhador estudante que opte pela avaliação contínua deve cumprir os requisitos acima definidos. A avaliação por exame final aplica-se aos alunos que por ele optem, e abrange a totalidade do programa. A melhoria de nota realiza-se na forma de exame oral, reunindo a totalidade do programa.
A plataforma Moodle será o modo oficial de comunicação com os alunos e de disponibilização de material didático.


Bibliografia principal


1. Aulton, M. E., (2013). Pharmaceutics - The Science of Dosage Forms Design, 4th Ed., Edinburgh, Churchill Livingstone
2. Prista, L. N., Alves, A.C., Morgado, R.,(2003). Tecnologia Farmacêutica, vol. I, 9ª Edição, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian
3. Prista, L. N., Alves, A.C., Morgado, R.,(2006). Tecnologia Farmacêutica, vol. II, 4ª Edição, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian
4. Prista, L. N. Alves, A.C., Morgado, R., (2008). Tecnologia Farmacêutica, vol. III, 4ª Edição, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian