Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Fisiopatologia

Curso

Ciências Farmacêuticas

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura; Mestrado | Semestral | 4,5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

115 | 75

Código

ULHT477-3905

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

Introdução
Mecanismos de lesão celular. Neoplasias
Resposta inflamatória. Sepsis
Sistema Hematológico
Série rubra
Série branca
Hemostase
Sistema Cardiovascular
Insuficiência cardíaca
Arritmias
Aterosclerose
Hipertensão arterial
Sistema Respiratório
Regulação da respiração
Doenças pulmonares obstrutivas e restritivas
Edema pulmonar
Sistema Digestivo
Distúrbios do esófago e estómago
Patologia intestinal
Insuficiência hepática e do pâncreas exócrino
Sistema renal
Insuficiência renal aguda e crónica
Glomerulonefrites e síndrome nefrótico
Alterações do equilíbrio hidro-electrolítico e ácido-base
Sistema endócrino
Disfunção da hipófise
Disfunção da tiróide
Disfunção da supra-renal e das gónadas
Diabetes Mellitus
Sistema Nervoso
Anatomofisiologia do sistema nervoso
Doença cerebrovascular e Infecções
Neuropatias, Miopatias e Distúrbios da placa motora
Envelhecimento
Envelhecimento normal e patológico

Objetivos

Compreender os processos fisiopatológicos das doenças mais prevalentes na prática clínica farmacêutica, bem como interpretar corretamente os sinais e sintomas associados a esses processos.
Dominar a linguagem técnica / científica inerente aos mecanismos fisiopatológicos.
Estimular a aplicação dos conhecimentos adquiridos na prática clínica profissional em geral, independentemente do destino dos mestrandos, isto é, sejam eles futuros farmacêuticos de oficina, farmacêuticos hospitalares ou investigadores da indústria farmacêutica.
Através dos conhecimentos adquiridos, aquisição de um bom aproveitamento nas disciplinas do ciclo profissional.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Identificar síndromes e doenças através da análise concertada de sintomas, sinais clínicos e alterações patológicas e laboratoriais específicas.
Prognosticar a evolução natural das doenças referidas no ponto anterior.
Elaborar protocolos para a prática clínica farmacêutica adaptada a cada doença em particular.

Metodologias de ensino e avaliação

Avaliação: Será efetuada mediante regime de avaliação contínua. O regime de exame está reservado para os alunos que não apresentem elementos de avaliação ou que não tenham aprovado no regime de avaliação contínua.
Avaliação contínua: a nota final resulta da média ponderada dos seguintes componentes:
Duas frequências, contribuindo cada uma em 30% para a classificação final.
Resolução de exercícios e casos práticos: 25%.
Mini-testes do conteúdo das aulas teóricas: 15%
O aluno só poderá aprovar no regime de avaliação contínua quando a suma ponderada dos elementos anteriores resulte num valor igual ou superior a 9,5
Regime de exame
Exame final escrito englobando a totalidade dos conteúdos programáticos, leccionados nas aulas teóricas e práticas. A aprovação na UC requer uma classificação mínima de 9,5 valores neste exame final
Melhorias
Provas de avaliação oral, englobando a totalidade dos conteúdos programáticos, leccionados quer nas aulas teóricas quer nas aulas práticas.

Bibliografia principal

1. Mota Pinto A (2009). Fisiopatologia- Fundamentos e Aplicações, 2ª edição, Lidel,.
2. Guyton, A. C, Hall, J. E. (2011). Guyton & Hall Textbook of Medical Physiology, 12th edition, Philadelphia, W. B. Saunders Company,.
3. McPhee, S.J. et al. (2003). Pathophysiology of Disease. An Introduction to Clinical Medicine, 4th Ed., New York, McGraw-Hill Companies, Inc.