Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Tecnologia Farmacêutica I

Curso

Ciências Farmacêuticas

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura; Mestrado | Semestral | 6

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

150 | 90

Código

ULHT477-3487

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

Breve introdução aos estudos de pré-formulação em Tecnologia Farmacêutica para formas farmacêuticas sólidas. Formas farmacêuticas sólidas para administração oral. Pós. Granulados. Cápsulas. Comprimidos. Comprimidos revestidos. Formas farmacêuticas de libertação modificada para administração oral. Dissolução. Aspectos legais para a Autorização de Introdução no Mercado (A.I.M.) de medicamentos.
Preparação e controlo de qualidade de pós compostos. Preparação e controlo de qualidade de um granulado efervescente de cafeína pelo método de fusão. Preparação e controlo de qualidade de cápsulas gelatinosas de indometacina. Preparação e controlo de qualidade de comprimidos de ácido acetilsalicílico por compressão directa. Preparação e controlo de qualidade de um granulado de paracetamol por via húmida. Obtenção de comprimidos de paracetamol por compressão do granulado preparado anteriormente. Ensaios de dissolução. Formulações de libertação modificada.

Objetivos

Numa perspectiva global, a Tecnologia Farmacêutica abrange os aspectos científicos e tecnológicos associados às diferentes fases a que um determinado fármaco é sujeito até ao desenvolvimento e produção de uma forma farmacêutica adequada à sua administração.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

No caso particular da unidade curricular de Tecnologia Farmacêutica I serão estudadas as formas farmacêuticas sólidas para administração oral, com especial relevo para o modo operacional da sua obtenção e para os respectivos ensaios de controlo de qualidade.
Num contexto introdutório será igualmente discutida a importância do conhecimento das propriedades físico-químicas dos fármacos em estudos de pré-formulação. Para os diferentes tipos de formas farmacêuticas estudadas serão apresentados os principais grupos de excipientes, materiais de acondicionamento e alguns exemplos de formulações. Numa perspectiva industrial serão analisados cuidadosamente os respectivos fluxos de produção e os procedimentos para a sua validação. Durante as aulas, o aluno adquirirá competências teóricas e práticas necessárias à preparação e controlo de qualidade das formas farmacêuticas sólidas.

Metodologias de ensino e avaliação

A unidade curricular compreende aulas teóricas e laboratoriais. As aulas teóricas são magistrais e as laboratoriais são destinadas a aprofundarem alguns dos temas leccionados nas aulas magistrais através de uma abordagem experimental. O material didático de apoio será disponibilizado na plataforma on-line Moodle. A avaliação é feita através de um regime de avaliação contínua ou através de um regime de exame.
Regime de avaliação contínua: Frequência 1 (32,5%) + Frequência 2 (32,5%) + Avaliação Prática (35%)
Avaliação prática= Assiduidade (10%) + Participação/desempenho (20%)+ Relatório (20%)+ Teste prático (50%)
O aluno trabalhador-estudante que optar pela avaliação contínua deverá cumprir com os requisitos acima definidos.
Regime de exame. A avaliação por exame final aplica-se aos alunos que por ele optem abrangendo a totalidade dos conteúdos programáticos. Melhorias de nota através de uma prova de avaliação oral.

Bibliografia principal

Prista, L.N., Alves, A.C. & Morgado, R. (2007). Tecnologia Farmacêutica. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
Parfitt, K., & Martindale, W. (2007). Martindale: The complete drug reference. London: Pharmaceutical Press.
Rowe, R.C., Sheskey, P.J., & Weller, P.J. (2003). Handbook of Pharmaceutical Excipients. London: Pharmaceutical Press.
United States Pharmacopeia Convention (2002). United States Pharmacopeia and National Formulary (USP 25-NF 20). Rockville: United States Pharmacopeial ConMinistério da Saúde, Instituto Nacional da Farmácia e do Medicamento (INFARMED) (2010). Farmacopeia Portuguesa 9.8. Lisboa: Imprensa Nacional Casa da Moeda.