Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Virologia

Curso

Ciências Farmacêuticas

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura; Mestrado | Trimestral | 4,5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

4 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

110 | 60

Código

ULHT477-3900

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Introdução
Marcos históricos
Vírus vs bactérias vs priões
Estrutura e componentes do virião
Sobrevivência ambiental
Taxonomia
2. Genética
Organização do genoma
Mutação e recombinação
3. Interacção vírus-célula
Entrada do vírus no organismo e na célula
Mecanismos de patogénese viral
Expressão e replicação do genoma viral
Montagem e libertação das partículas virais da célula e do organismo
4. Resistência do hospedeiro às infecções virais
Tropismo viral
Imunidade Inata
Imunidade Adquirida
Efeitos patológicos e padrões das infecções virais
Infecções latentes
Oncogénese viral
5. Mecanismos de inibição da replicação viral
Inibidores virais, alvos e mecanismos
6. Vacinação
Tipos de vacinas
Plano nacional de vacinação
7. Estudo de infecções virais associadas a patologias no ser humano
Estrutura, tipo e expressão do genoma, quadro clínico resumido, transmissão, patogénese, técnicas de diagnóstico e prevenção.
Epidemiologia

Objetivos

Após frequência da UC o estudante conhecerá os principais vírus causadores de patologias humanas, estrutura da partícula viral, organização, tipo de genoma, quadro clínico e as técnicas usadas no diagnóstico, tratamento e prevenção dessas infecções. O aluno deverá compreender os processos envolvidos na resposta imunitária anti-viral. É dada especial atenção aos compostos antivirais e vacinas, bem como aos mecanismos de actuação dos mesmos e ao desenvolvimento de resistência por parte dos vírus. O módulo laboratorial constituirá o complemento do ensino teórico tendo como objectivo principal a aprendizagem das técnicas mais utilizadas em diagnóstico. A enorme autonomia dada aos alunos durante as aulas laboratoriais tem como objectivo estimular a responsabilidade na execução de tarefas laboratoriais.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Pretende-se que o aluno adquira as bases de conhecimento necessários e essenciais ao exercício da profissão farmacêutica.

Metodologias de ensino e avaliação

O ensino assenta na exposição teórica, na resolução de exercícios e na discussão em aula, incluindo vários instrumentos baseados no ensino presencial magistral/tutorial e em ferramentas não-presenciais (e.g. moodle). No ensino tutorial são aprofundados conceitos fundamentais do programa através da execução de trabalhos laboratoriais que permitem consolidar a matéria leccionada.

A)Regime de avaliação contínua - nota final resulta da média ponderada dos seguintes componentes:
Dois testes escritos abrangendo toda a matéria leccionada nas aulas teóricas e laboratoriais (T1 e T2) - 37.5% x2
Desempenho nas aulas laboratoriais - 20%(A)
Assiduidade e pontualidade (TL) - 5%(B)

Nota Final = T1(37.%) + T2(37.5%) + A(20%) + B(5%)

B) Regime de exame e exame de melhoria
Prova escrita englobando a totalidade dos conteúdos programáticos, leccionados.

Bibliografia principal

1. Madigan, M.T. et al.. (2014) Brock Biology of Microorganisms, 14th Ed., Upper Saddle River, Prentice-Hall International Editions, 2014
2. David M. Knipe, Peter M. Howley (2013), Fields Virology, 6th Ed., Lippincott Williams & Wilkins.
3. Acheson, N H, (2011) Fundamentals of Molecular Virology, 2nd Ed, John Wiley & Sons, Inc
4. Artigos científicos fornecidos pelo docente.