Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

2º Concurso Robot Apaga Chamas

Constrói o teu robot, participa no concurso e entra na competição.

O objetivo do concurso é que as equipas inscritas, formadas por professores, alunos ou funcionários da Lusófona, apresentem um robot móvel, capaz de encontrar e extinguir um incêndio.

O robot deverá operar dentro de um pequeno cenário e o incêndio será simulado por uma vela. O robô deverá ser capaz de encontrar a vela e extinguir o incêndio através da exploração de salas criadas no cenário.

Inscrições para: fernando.duarte@ulusofona.pt até 7 de setembro 2017

Competição: 14 de setembro 2017

Regulamento 2º Concurso Robot Apaga Chamas


1. Objetivos

O objetivo do concurso é promover a robótica assim como proporcionar um evento educativo, estimulante e divertido, onde estudantes, professores e funcionários possam usar a robótica como uma ferramenta educativa, capaz de levar os estudantes a adquirir competências científicas e técnicas, assim como outras competências transversais nomeadamente as de gestão de projetos.

O desafio proposto pelo Concurso consiste em pôr à prova pequenos robôs móveis e autónomos, com a missão de encontrar e extinguir um incêndio (simulado pela chama de uma vela), dentro de uma "arena" que serve de modelo de uma casa, formada por corredores e salas.

Os robots que participam no concurso devem ser desenvolvidos pelas equipas e serem autónomos e movidos a energia eléctrica. Tipicamente os robots que participam no concurso usam um sistema de locomoção baseado em rodas, lagartas ou pernas, têm sensores para detecção de obstáculos (paredes, marcas e chamas) e possuem algum tipo de sistema de extinção da chama que varia da simples ventoinha, até a algo mais realista como pode ser um pequeno canhão de água.

Com este concurso, o curso de Engª Electrotécnica e a Faculdade de Engenharia pretendem reforçar o seu contributo na dinamização de projectos que tenham como objectivo a divulgação da ciência e da tecnologia e que ajudem a potenciar uma cultura científica de desenvolvimento, investigação e inovação no seio do universo ULHT, com claros benefícios na formação disponível.

2. Quem pode concorrer

A participação será feita por equipas de, no máximo, quatro elementos, podendo, cada equipa, ser constituída apenas por alunos, por alunos e professores ou ainda por alunos e funcionários. O concurso terá um Júri soberano com a seguinte constituição: 1 Docente do curso de Enªg Eletrotécnica (presidente), um aluno do curso de Engª Electrotécnica e um funcionário da Faculdade de Engenharia. Das decisões do júri não haverá recurso.