Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Doutoramento em Informática - Novos Media e Sistemas Ubíquos

Escola de Comunicação, Arquitetura, Artes e Tecnologias da Informação

Apresentação do Curso

O doutoramento em Informática insere-se na área científica a área de Ciências Informáticas (CNAEF 418). O programa inclui um ano curricular (60 ECTS distribuídos por dois semestres) e um período de 2 anos (120 ECTS) dedicado ao trabalho de investigação que irá culminar com a apresentação de uma tese de doutoramento. O doutoramento em Informática - Novos Media e Sistemas Ubíquos contempla um total de onze (11) unidades curriculares, sendo cinco (5) cadeiras obrigatórias.
O ano curricular do programa doutoral encontra-se dividido do seguinte modo. O primeiro semestre do ano curricular contempla duas (2) unidades curriculares obrigatórias (Metodologias de Investigação e Inovação; Média Digital) e quatro (4) unidades curriculares optativas das quais o candidato terá obrigatoriamente de seleccionar duas. O segundo semestre contempla duas (2) unidades curriculares obrigatórias (Planeamento da tese; Sistemas Complexos) e duas (2) unidades curriculares optativas, das quais os candidatos terão de seleccionar uma.

Visite a página do Doutoramento em Informática - Novos Media e Sistemas Ubíquos em http://nemps.ulusofona.pt.

Razões para frequentar este curso

  • Um doutoramento especializado numa área tecnológica.
  • Integrado numa unidade acreditada e financiada pela FCT.
  • Com uma forte componente de internacionalização e ligação ao contexto empresarial.

Despacho do curso

Despacho n.º 15351/2012, de 30 de Novembro

Estado de acreditação pela A3ES

Acreditado

Data da publicação

04/07/2012

Deliberação da A3ES

Grau ou Diploma conferido | Duração | ECTS

Doutor |6 Semestres |180 ECTS

Direção do Curso

Professor Doutor Paulo Mendes

Secretariado

Anabela Moura

Condições de Ingresso

Podem candidatar-se ao ciclo de estudos conducente ao grau de Doutor:
a) Os titulares de grau de mestre ou equivalente legal;
b) Os titulares de grau de licenciado, detentores de um currículo escolar ou científico especialmente relevante que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pela Comissão Científica do doutoramento;
c) Os detentores de um currículo escolar, científico e profissional que seja reconhecido como atentando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pela Comissão Científica do doutoramento.

Requisitos de Graduação

Ter concluído um total de 180 ECTS

Objetivos

Complementar a educação de mestres em ciência e engenharia, fornecendo formação avançada em áreas emergentes de Ciências Informáticas, nomeadamente nas áreas referentes a novos media e a sistemas pervasivos de comunicação.
Desenvolvimento de competências em termos de metodologia de investigação, permitindo o desenvolvimento autónomo de actividades que cobrem diversos aspectos do processo de I&D, nomeadamente a selecção e aplicação de técnicas de escrita para a disseminação de resultados de I&D.
Fornecer aos participantes uma exacta percepção da evolução actual da área de tecnologias computacionais na vertente de novos media e sistemas pervasivos, assim como das suas implicações para o utilizador final. O programa doutoral envolve docentes da ECATI, a maioria dos quais integra a unidade de investigação COPELABS enquanto membros associados, com experiência em áreas como sistemas complexos, ciências computacionais, media digitais, sistemas e tecnologias Internet..

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Os candidatos ao doutoramento em Informática irão desenvolver competências em três áreas de intervenção, ao longo de 36 meses, estabelecidas de acordo com o "European Charter for Researchers and the Code of Good Conduct for the Recruitment of Researchers". Das três áreas de intervenção, duas são mandatórias (área de conhecimento e área de investigação), sendo a área de formação optativa. As três áreas podem ser descritas da seguinte forma:

a) Área de conhecimento: Tem por objetivo apoiar a aquisição de conhecimento em domínios científicos e tecnológicos específicos, sendo fornecida através das aulas e seminários do programa. Os tópicos abordados são agrupados nas duas vertentes principais do programa (Novos Media e Sistema Ubiquos).

b) Área de investigação: Tem por objetivo permitir aos alunos delinear e seguir um plano de estudos de investigação adequado à obtenção do grau de doutor. Esse plano de estudo será executado em ambiente de investigação associado à Unidade de I&D SITI (Sistemas e Tecnologias Informáticas), o que irá permitir aos alunos adquirir competências em contexto de I&D imersivo e real.

c) Área de formação: Tem por objetivo fornecer aos alunos a possibilidade de enfrentarem desafios concretos na aplicação do seu plano de investigação. Este caráter de formação é optativo e a sua validade é analisada pelo orientador do aluno. Em caso de aprovação, deverá ser incluído no plano de investigação do aluno, podendo ser executado, por exemplo, em colaboração com um parceiro industrialou no âmbito de um projeto de investigação nacional ou internacional.

Equipamentos e Instalações

O Doutoramento em Informática irá decorrer no campus da Universidade Lusófona onde se inclui:
- 2 auditórios para aulas e uma sala de atos;
- Salas de formação de capacidade média.
- Espaço para trabalho individual localizado na Unidade de I&D SITI. A unidade detém uma área em open-space onde uma zona é fornecida aos alunos do doutoramento, contemplando uma ilha composta de cadeira, secretária, módulo de gavetas bem como acesso à infraestrutura;
- Equipamento dedicado a atividades de I&D, incluindo bancadas de teste;
- Área social partilhada com a unidade de I&D;
- 1 Espaço dedicado na Biblioteca geral com mais de 4000 títulos de monografias, periódicos especializados e acesso em linha a revistas científicas na área. nomeadamente aos títulos da sage, Intelect e IEEE referentes a esta área de formação;

Através do acesso de rede ULHT os alunos usufruem de acesso online aos repositórios científicos relevantes (ISI Web of Science; IEEExplore; ACM Digital Library) e também dos pacotes de revistas científicas fornecidos pela biblioteca Vítor de Sá. Os alunos terão acesso a software de utilização normal e também acesso a simuladores (Matlab, OMNET++, ns2, ONE.

Estudos Futuros

Devido à natureza inovadora do Doutoramento em Informática e às suas semelhanças com programas Europeus de referência internacional na área da media digital e sistemas de comunicação pervasivos, existem vários factores que se espera virem a fornecer oportunidades no decorrer da implementação do programa doutoral, nomeadamente: i) aumento na procura do programa doutoral; ii) permitir tirar partido das tecnologias analisadas pelos estudantes no decorrer do programa doutoral; iii) desenvolver novas oportunidades de investigação em nichos de mercado; iv) aumento de colaborações com parceiros institucionais, académicos e da indústria; iv) aumento da rede de internacionalização através de cooperação com outros institutos de ensino superior (nacional e internacional) que apresentem interesses e metodologia alinhadas.

Saídas Profissionais

A área de serviços Internet e em particular novos media associados à Internet, enquanto meio pervasivo, apresenta empregabilidade crescente, sendo também um ambiente suscetível de empreendedorismo e, portanto, de facilitar o desenvolvimento de micro-economia, assente em projetos multidisciplinares. O aumento crescente de serviços como Media sociais e por outro a intrusão crescente ainda da Internet na rotina diária da sociedade apontam para que, a médio-prazo, não haja inversão da atual tendência.

Investigação

A componente de investigação do doutoramento é realizado na unidade de investigação COPELABS - Cognição e Computação centrada nas Pessoas (http://copelabs.ulusofona.pt). A COPELABS oferece aos estudantes do NEMPS a oportunidade de desenvolverem o seu conhecimento científico num contexto de uma equipa de investigação internacional.

A COPELABS foi estabelecida em Outubro de 2013 com a junção da unidade de investigação SITILABS e o grupo de investigação CEPCA da Universidade Lusofona. A unidade de investigação SITILABS foi estabelecida em Setembro de 2010 e integra uma equipa de 27 investigadores dedicados ao estudo de sistemas e tecnologias informáticas tais como novos media e sistemas pervasivos.

Observações

A presença cada vez mais global - pervasiva - da Internet enquanto meio de comunicação e de imersão social está a alterar o modo como o dia-a-dia de uma Sociedade de Informação se desenvolve, fornecendo não só uma base sólida para aumentar a interação social, mas também ajudando a disseminar interesses locais, criando assim uma verdadeira aldeia global. Existe hoje em dia um papel preponderante da sociedade e do indivíduo no sentido de que cada vez mais se tem uma Internet e serviços não só focados no utilizador Internet, como também moldados por este. Existe uma alteração no dinamismo da Internet cujo impacto, hoje em dia, não se compreende completamente, mas que resulta de dois princípios fundamentais: i) uma rápida evolução de serviços e arquitecturas Internet, e uma maior interação e imersão do utilizador enquanto elemento integrante desses mesmos serviços e tecnologias. Estes dois aspectos representam a base de desenvolvimento de uma Sociedade de Informação. Adicionalmente, a representação desta última, quer devido à sua dimensão, quer devido aos diferentes elementos heterogéneos que integra, representa um sistema complexo onde o valor tecnológico e social são normalmente analisados e estudados de forma separada, o que leva a uma grave lacuna no respeitante ao desenvolvimento e formação de elementos capazes de fornecer uma perspectiva global, inovadora e empreendedora, não só de uma futura Internet, mas acima de tudo de uma futura sociedade do conhecimento.

É neste contexto que se propõe um Doutoramento em Informática que tem como principal objetivo o de formar indivíduos na área de Ciências Informáticas, por forma a que compreendam como articular uma perspectiva rigorosa e global dos dois aspectos que são a base para uma inclusão digital global: Novos Media e Sistemas Pervasivos.
O programa doutoral insere-se na área científica a área de Ciências Informáticas (CNAEF 418). O programa inclui um ano curricular (60 ECTS distribuídos por dois semestres) e um período de 2 anos (120 ECTS) dedicado ao trabalho de investigação que irá culminar com a apresentação de uma tese de doutoramento. O programa contempla um total de onze (11) unidades curriculares, sendo cinco (5) cadeiras obrigatórias.

O ano curricular do programa doutoral encontra-se dividido do seguinte modo. O primeiro semestre do ano curricular contempla duas (2) unidades curriculares obrigatórias (Metodologias de Investigação e Inovação; Média Digital) e quatro (4) unidades curriculares optativas das quais o candidato terá obrigatoriamente de seleccionar duas. O segundo semestre contempla duas (2) unidades curriculares obrigatórias (Planeamento da tese; Sistemas Complexos) e duas (2) unidades curriculares optativas, das quais os candidatos terão de seleccionar uma.

Docentes Convidados

O corpo docente do doutoramento em Informática é composto por 13 docentes:
. Professor Paulo Mendes, PhD.(Director) - Reality Mining e Sistemas Complexos;
. Professor Manuel José Damásio, PhD - Media Digital;
. Professora Rute Sofia, PhD - Sistemas de Comunicação Pervasivos;
. Professor David Lamas, PhD - Desenho de Interação e Media Interactivos;
. Professor Rui Ribeiro, PhD - Sistemas Open-source;
. Professor Marko Beko, PhD - Sistemas sem fios Cooperativos;
. Professor João Canto, PhD - Metodologias de Investigação e Inovação;
. Professor José Rogado, PhD - Planeamento de Tese;
. Professora Célia Quico, PhD - Media Digital;
. Professor Waldir Moreira, PhD - Sistemas de Comunicação Pervasivos;
. Professora Inês Oliveira, PhD - Desenho de Interação e Media Interactivos;
. Professor Manuel Marques-Pita, PhD - Sistemas Complexos
. Professora Cláudia Álvares, PhD - Metodologias de Investigação e Inovação.

Áreas Científicas

Ciências informáticas

Ligações

Plano de Estudos

Despacho n.º 15351/2012, de 30 de Novembro
1.º Ano/ Tronco comumSemestre ECTS
Media Digital1º Semestre10
Metodologias de Investigação e Inovação1º Semestre10
Opção I1º Semestre10
Opção II2º Semestre5
Planeamento da Tese2º Semestre15
Sistemas Pervasivos de Comunicação2º Semestre10
2.º Ano/ Tronco comumSemestre ECTS
Trabalho de Tese (2º ano)Anual60
3.º Ano/ Tronco comumSemestre ECTS
Trabalho de Tese (3º ano)Anual60

Valores

Antecipa-te 0 €
Titulares de curso superior 120 €
Titulares de curso superior (Grupo Lusófona) 0 €
Alunos externos 0 €
Seguro Escolar40 €
Matrícula e Inscrição265 €
Valor médio mensal para 30 ECTS para disciplinas semestrais 253,2 €
Valor por ECTS 8,44 €