Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Geoestratégia, Geopolítica e Relações Internacionais II

Curso

Ciência Política e Relações Internacionais

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

125 | 45

Código

ULHT11-7457

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

A matéria concetual e sua transposição para a prática abrange a aprofunda os seguintes conteúdos: Os Sistemas Políticos Internacionais onde se inserem os Estados e os Actores com impacto nas RI; a Influência do Sistema Europeu SE na história do mundo e das RIS, seu Declínio e o seu Ressurgimento, interações com a NATO; Nova Ordem e a transformação da Conjuntura Internacional; a Globalização e a Economia mundial; os Princípios da Estratégia e estratégias das Empresas. Focagem na proliferação dos conflitos violentos no interior das RI numa Época de Crises; as incertezas geopolíticas e geoestratégicas. Bases essenciais da Geopolítica e da Geoestratégia e respectivos entrosamentos nas RI como áreas de impacto e interdependentes

Objetivos

Expor e demonstrar aos alunos a realidade da importância desta área do Saber e do Conhecimento, bem como a mecânica actuante dos factores de intervenção e dos Actores que integram os vários Sistemas Internacionais. Transmitir uma gama alargada de conhecimentos concetuais e práticos, numa Era da Informação em globalização, que permita formar alunos aptos a interpretarem a natureza, a amplitude e as várias dimensões dos fenómenos internacionais resultantes das intervenções dos vários Actores que actuam no Sistema Mundial. Iniciar os alunos nos meandros da interpretação dos fenómenos geopolíticos e geoestratégicos que lhes permita interrelacionar os vários fenómenos no Tempo.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Incutir conhecimentos que visem a formação de profissionais competentes aptos a desempenharem funções em cargos que envolvam a percepção da realidade dos contactos internacionais numas RI mais complexas; os alunos são chamados a adquirir capacidades e competências sobre a problemática geral das RI e do emprego da Estratégia ao serviço da Política. Idem das Empresas multinacionais. Explicar a análise e a detecção dos novos riscos e ameaças que afectam os Estados e as Organizações, bem como as manifestações de Poder numa época conturbada de Crises, de grande aceleração tecnológica no espaço e no tempo, em ordem a interpretar e a actuar em circunstâncias de grande incerteza quanto ao comportamento dos vários actores em ambiente internacional. Focagem no estudo e na análise da Geopolítica e da Geoestratégia e a necessidade do seu conhecimento histórico, nomeadamente quanto aos Estados e Organização de Estados.

Metodologias de ensino e avaliação

Foi adoptado o processo de avaliação contínua segundo a seguinte metodologia: fomentar o debate sobre pontos nucleares da matéria, por forma a esclarecer as dúvidas surgidas sobre conceitos teóricos específicos e operacionais próprios desta sensível área das RI; proceder à transposição da Teoria para a prática do ambiente internacional, em particular quanto à actual situação de globalização, de crises múltiplas e de conflitos geopolíticos e geoestratégicos. Demonstrações práticas em modelos e em exercícios de situações reais, com base em fórmulas matemáticas, quanto ao cálculo da probabilidade estratégica e à interpretação do Gráfico de Crises e sua massa crítica. A Avaliação foi completada com base em Trabalhos, Testes e Exames seguindo as normas em vigor.

Bibliografia principal

Clemens, Walter C., Dynamics of International relations, Conflit and Mutual Gain in an Age of Global Interdependency, 1998, New York;
Gray, Colin S., Gobalization and Fragmentation: International Relations in the Twentieth Century, 1998, Oxford;
Maltez, José Adelino, Curso de Relações Internacionais, 2002, S. João do Estoril;
Moreira, Adriano, Teoria das Relações Internacionais, 1996, Coimbra;
Rothgeb, John M., Defining Power, Influence and Force in the Contemporary Internatiponal System, 1993, New York;
Shaw, Martin, Global Society and International Relations, 1994, Cambridge;
Almeida, Políbio Valente de, Do Poder do Pequeno Estado,1990, ISCSP, Lisboa;
Tomé, António Almeida, Relações Internacionais, Geopolítica e Geoestratégia, 2011, ULHT, Lisboa.