Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

História das Ideias e Teorias Políticas I

Curso

Ciência Política e Relações Internacionais

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 6

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

150 | 45

Código

ULHT11-7444

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

Breve introdução à História das Ideias
A génese, o objeto e o método
As noções de ideia, ideologia, doutrina e teoria
Grécia
Importância e significado político da Polis
Justiça, virtude e eunomia
Duas formas fundamentais de Estado: Esparta e Atenas
Esparta e Autoritarismo
A «democracia» ateniense. Sólon; Clístenes e Péricles
Os Sofistas
Platão e A República
As diferentes conceções de justiça
As três classes de cidadãos e as virtudes correspondentes
O papel das mulheres
Educação dos guardiões e a eugenia
A evolução cíclica das formas de governo
Aristóteles : Política
Origem do Estado e da Sociedade
A escravatura
Formas Puras e Degeneradas de Governo
O Estado Perfeito
A importância da classe média
Roma
Roma Republicana Cícero: Tratado da República
O Direito Natural
Estóicos versus Epicuristas
As formas de governo: vantagens e inconvenientes
Época Medieval
O Cristianismo
Santo Agostinho: A cidade de Deus
S.Tomás de Aquino: Do governo dos príncipes

Objetivos

Perceber o processo que esteve na génese da História das Ideias Identificar o objeto e o método da História das ideias Tomar consciência da pertinência da História das Ideias na inventariação dos elementos constitutivos da matriz do pensamento político ocidental; Compreender as transformações conceptuais das ideais e teorias políticas da
Antiguidade Clássica e da Idade Média e o seu impacto na teoria política contemporânea Ter a perceção dos conceitos de determinada época Compreender diversas perspetivas teóricas sobre um mesmo conceito Inferir a intemporalidade de certas ideias
Deverão compreender de que forma as ideias se podem traduzir em ideologias doutrinas e teorias Deverão também conhecer os principais autores e as ideias teorias e obras essenciais na constituição do pensamento político ocidental No que concerne às capacidades e competências, os discentes deverão ser capazes de analisar corpus teóricos Deverão ainda desenvolver a capacidade de argumentação e espírito crítico

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

No que concerne às capacidades e competências, os discentes deverão ser capazes de analisar corpus teóricos Deverão ainda desenvolver a capacidade de argumentação e espírito crítico

Metodologias de ensino e avaliação

A unidade curricular adota a metodologia subjacente às Ciências Sociais, ou seja, uma metodologia teórico-analítica.
Como se trata de uma unidade teórica, combina-se a metodologia de tipo diretivo utilizando os meios expositivos e interrogativos - , com a análise de corpos teóricos, seguida de debate e da produção individual de pequenos ensaios.
Regras de Avaliação: Compreende duas modalidades em alternativa: avaliação contínua ou avaliação através de exame.
A avaliação contínua requer uma assiduidade a três quartos das aulas, participação, realização um ensaio analítico e um teste final.
Valor da ponderação.
10% - O regime de assiduidade e participação.
30% - 1 ensaio analítico sobre a obra comentada na sala - A República de Platão.
60% - Teste-síntese.

Bibliografia principal

Platão. (1969). Oeuvres complètes. Paris: Pléiade.
Platão. (1972). A República. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
Aristóteles. (1998). Política. S/local: Vega.
Cícero. (2008). Tratado da República. S/local : Círculo de Leitores e Temas e Debates.
Agostinho, São. (1995). A cidade de Deus. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
Aquino, São Tomás. (1967). Do governo dos príncipes. S.Paulo: Empresa Edª. ABC Lda.
Abbagnano, N. (1970). História da Filosofia. Lisboa: Ed. Presença. [
Amaral. D.F. (2012). História do pensamento político ocidental. Coimbra: Almedina.
McClelland, J. S. (1996). A History of western political thought. Londres: Routledge.
Moreira, A. (2001). Ciência política. Coimbra: Almedina.
Ory, P.(Dir.). (1987). Nouvelle histoire des idées politiques. Paris: Hachette.
Prélot, M. & Lescuyer, G. (2000). História das ideias políticas. Lisboa: Ed. Presença.