Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Introdução ao Pensamento Contemporâneo

Curso

Ciência Política e Relações Internacionais

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

2 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

125 | 45

Código

ULHT11-117

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1 - Razões e finalidades da presente unidade curricular. 1789, marco da contemporaneidade.
2 - As Ruturas Epistemológicas. Modernidade e Contemporaneidade. A evolução das ideias científicas (Galileu, Newton, Leibniz; Lavoisier; a Enciclopédia); a evolução das ideias religiosas (deísmo, teísmo, ateísmo); a evolução das ideias políticas (Hobbes, Locke, Montesquieu, Rousseau, Diderot, Condorcet, Voltaire, os Direitos do Homem).
3 - O Romantismo português (de Garrett e Herculano à Geração de 70 e às Conferências do Casino); o Liberalismo Antigo e o Novo (de Quesnay a Milton Friedman; de B.Constant e Tocqueville a John Rawls); as Ideias Sociais face ao Capitalismo (Saint Simon, R.Owen, C.Fourier, Proudhon, Bakunine, K.Marx, A. de Quental, Lenine).
4 - A Dialéctica Pensamento Contemporâneo/Mundo Contemporâneo ¿ A Crise da Modernidade e do Optimismo Racionalista: Nietzsche; Freud e a Psicanálise; os Totalitarismos do Século XX; o Século dos Intelectuais? (de E. Zola a Camus e a Sartre).

Objetivos

A presente unidade curricular pretende abordar as grandes correntes/grandes paradigmas do pensamento contemporâneo, desenvolvendo conhecimentos eventualmente já adquiridos pelo aluno noutras etapas da sua escolaridade, ou não, mas sobretudo inserindo essas correntes/paradigmas no seu contexto histórico e numa perspectiva evolutiva e articulada.
Pretende-se que o aluno possua conhecimentos fundamentais de carácter interdisciplinar que lhe dêem instrumentos para uma melhor compreensão da contemporaneidade, que se convertam em competências para a consolidação da sua formação.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Pretende-se que o aluno possua conhecimentos fundamentais de carácter interdisciplinar que lhe dêem instrumentos para uma melhor compreensão da contemporaneidade, que se convertam em competências para a consolidação da sua formação.

Metodologias de ensino e avaliação

Os alunos serão familiarizados com a bibliografia mais relevante. As aulas serão de exposição da matéria por parte do docente, estimulando a interação com os alunos.
A avaliação contínua é composta por:
1. Assiduidade em 75% das aulas;
2. Dois testes escritos
3. Trabalho escrito e submetido a defesa.
Os alunos que não se submetam à modalidade anterior, e os que não obtenham média de 10 valores serão avaliados nas épocas normais de exame.

Bibliografia principal

Bronowski, J. & Mazlish, B. (2002). A Tradição Intelectual do Ocidente. Lisboa: Edições 70.
Domenach, J. (1984). As Ideias Contemporâneas. Lisboa: Publicações Dom Quixote.
Neves, F. (2011). Introdução ao Pensamento Contemporâneo Lisboa: Ed. Universitárias Lusófonas.
Russ, J. (1997). A Aventura do Pensamento Europeu. Lisboa: Terramar.
Sorman, G. (1991). Os Verdadeiros Pensadores do Nosso Tempo. Lisboa: Inquérito.