Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Política Internacional

Curso

Ciência Política e Relações Internacionais

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

125 | 45

Código

ULHT11-10051

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Introdução
2. Teorias da Política Internacional
3. O Estado na perspectiva da Política Internacional
4. Ordem, direito e anarquia
5. Força e relações de força
6. Potências regionais e super-potências
7. A guerra como instrumento de política
8. A guerra fria
9. Pós-guerra fria e o mundo unipolar
10. Organizações internacionais, públicas e privadas
11. Globalização
12. O multipolarismo emergente
13. O terrorismo global
14. Conclusões

Objetivos

Esta unidade curricular tem com objectivo assistir o aluno no desenvolvimento de pensamento crítico e de metodologia científica relacionada com esta disciplina. A unidade vai fornecer ao aluno conhecimento teórico e prático sobre as matérias de facto e os instrumentos de análise que são necessários para desenvolver pensamento crítico.
Dada a diversidade de disciplinas que se intersectam no campo da Política Internacional, a unidade vai estimular a capacidade do aluno para as compreender, tanto isoladamente como nas suas interrelações, e para avaliar as consequências que alterações em cada uma delas poderá ter no âmbito e na eficácia das políticas vistas no seu todo.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

A unidade vai estimular a capacidade do aluno para as compreender, tanto isoladamente como nas suas interrelações, e para avaliar as consequências que alterações em cada uma delas poderá ter no âmbito e na eficácia das políticas vistas no seu todo.

Metodologias de ensino e avaliação

A metodologia de ensino será baseada em interacção contínua com o aluno de modo a permitir também uma contínua avaliação dos conhecimentos e competências a serem por ele adquiridas. Haverá uma alternância entre exposição, diálogo, e análise, assistida pelo docente, de questões concretas baseadas em situações históricas reais.
A avaliação da cadeira incide portanto numa metodologia contínua e será dividida do seguinte modo:
¿ 10% referente a assiduidade e interesse manifestado pelo aluno.
¿ 30% referente a participação activa na discussão dos temas propostos.
¿ 60% referente às provas escritas (duas) realizadas durante o semestre.

Bibliografia principal

Art, R. J. E Jervis, R. (2012), International Politics: enduring concepts and contemporary issues, (11th edition), Upper Saddle River, NJ: Pearson
Baylis, J., Smith, S., e Owens, P. (eds.) (2010), The Globalization of World Politics, Oxford: Oxford University Press
Blair, A. E Curtis, S. (2009), International Politics, an introductory guide, Edinburgh: Edinburgh University Press
Fonseca jr., G. (1998), A legitimidade e outras questões internacionais, São Paulo: Paz e Terra
Gulbenkian, Fundação (org.) (2006), Terrorismo e Relações Internacionais, Lisboa: Gradiva
Heywood, A. (2011), Global Politics, New York: Palgrave Macmillan
Hurd, I. (2010), International Organizations: politics, law, practice, Cambridge: Cambridge University Press
Oliveira, H. A. (2006), Política Internacional Contemporânea, São Paulo: Saraiva
Spero, J. E. E Hart, J. A. (2009), The Politics of International Economic Relations (7th edition), Boston: Wadsworth