Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Jornalismo de Investigação

Curso

Ciências da Comunicação e da Cultura

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

125 | 45

Código

ULHT24-2-10114

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

01. O que é investigar? Quem e Como investigar?
02. Há um jornalismo de investig.?
03. Aproximação a uma definição do Jornalismo de Investig..
04. Antecedentes históricos do Jornalismo de Investig..
05. Watergate como marco fundador do jornalismo de investig
06. Jornalismo de investig em Portugal
07. Métodos, técnicas e estratégias de investig.
08. A investig segundo os géneros jornalísticos.
09. Relação jornalistas - fontes.
10. Limites e fronteiras
11. Praticas nas redações actuais.
12. A investigação do freelance
13. Investigação 2.0 (internet)
14. Investigação e pressões sobre jornalista, empresa e fontes..
15. Processos judiciais contra quem investiga.
16. Proteger as fontes. O whistleblower.
17. Jornalismo de investigação e Democrcacia
18. O perigo do jornalismo no papel de tribunal.
19. Preparação de uma reportagem de investigação.
20. Apresentação de uma reportagem de investigação como elemento de avaliação.

Objetivos

Dotar os alunos dos conhecimentos teóricos para o exercício da investigação jornalística. Com esta disciplina,
pretende-se que os alunos apreendam os preceitos fundamentais (princípios, métodos e técnicas) do jornalismo de
investigação, bem como a necessidade de aplicação das suas regras fundamentais ao exercício quotidiano da
profissão.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Pretende-se:
- Dominar as bases teórico-práticas e histórico-narrativas desta disciplina do jornalismo
- Planear e organizar um processo de investigação jornalística
- Amadurecer o sentido crítico e identificar as pseudo-investigações jornalísticas
- Debater e reflectir sobre as potencialidades, limites ético-jurídicos e pressões várias que impendem sobre a
investigação jornalística.

Metodologias de ensino e avaliação

A) Um teste de avaliação (35%) um trabalho individual com apresentação na aula (35%) , assiduidade e trabalhos
solicitados pelo docente ao longo do semestre (30 %)

Bibliografia principal

- AAVV (1998), Periodismo de investigación, in Estudios de Periodística VI, Sociedad Española de Periodística,
Faculdad de Ciências Sociales, Universidad de Vigo
- Bastos, Helder (2000), Jornalismo Electrónico. Internet e Reconfiguração de Práticas nas Redacções, Coimbra:
MinervaCoimbra
- Boucher, Jean-Dominique (s/d), A reportagem escrita, Mem Martins: Editorial Inquérito
- Costa, António Firmino da, A pesquisa de terreno em sociologia, in Silva, Augusto Santos, Pinto, José Madureira
(orgs.) (1986), Metodologia das Ciências Sociais, Porto: Edições Afrontamento
- Santos, Rogério (1997), A negociação entre jornalistas e fontes, Coimbra: MinervaCoimbra
- Sobreira, Rosa (2003), Os Jornalistas Portugueses 1933-1974. Uma profissão em construção, Lisboa: Livros
Horizonte
- Traquina, Nelson (org.) (1993), Jornalismo: questões, teorias e estórias, Lisboa: Vega
- Traquina, Nelson