Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Públicos e Equipamentos Culturais

Curso

Ciências da Comunicação e da Cultura

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

125 | 45

Código

ULHT24-3-7059

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

¿ 1. A luz como equipamento ¿ 1.1. Natureza física da luz ¿ 1.2. Identificação das fontes de luz e respectiva correcção
¿ 1.3 Filtros de cor ¿ 2. Indústria e mercado ¿ 3. Efeitos especiais ¿ 3.1. Os Designer Patterns ¿ 3.2. Máquinas de fumo
¿ 3.3. O efeito de máscara em Cinema e Televisão ¿ 4. Teatros, congressos, salas polivalentes ¿ 4.1. A arquitectura
cénica ¿ 4.2. A pintura cénica ¿ 4.3. Diferentes tipos de pisos e palcos desmontáveis ¿ 4.4. Inifugação e normas de
segurança ¿ 5. Estudo de caso ¿ 5.1. A produção de A Menina Júlia de Strindberg, pelo Dramaten, com encenação de
Ingmar Bergman ¿ 6. Públicos e políticas culturais ¿ 6.1. Nas artes plásticas, dança, música, teatro, cinema, televisão,
rádio, bibliotecas e museus. ¿ 6.2. Públicos, quase-públicos, audiências. ¿ 6.3. Impacto da Expo 98 ¿ 6.4. Crítica da
Gestão Cultutal

Objetivos

O principal objectivo do programa é permitir ao estudante um conhecimento quase profissional da complexidade de
uma série de actividades que envolvem tecnologias, instrumentos, equipamentos, instalações, construção e
reconstrução de salas, actividades essas cada vez mais expostas ao escrutínio de um público cada vez mais exigente
e sofisticado. A necessidade de um resultado de qualidade profissional e a exigência de normas de segurança, serão
fortemente interiorizadas.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Pretende-se formar um profissional capaz de reconhecer, avaliar e corrigir qualquer tipo de situação com que
seguidamente se venha a deparar no mundo real das artes performativas e do espectáculo.

Metodologias de ensino e avaliação

Permanente manipulação dos objectos e permanente visualização dos resultados das tecnologias aplicadas. Visitas
de estudo. Pede-se ao estudante que faça um estudo aprofundado de um equipamento cultural específico, da sua
arquitectura, história, públicos e equipamentos instalados. A unidade curricular obriga a uma presença em aula de
75%. Esta norma regula a efectiva presença do estudante em sala de aula, permitindo a feitura de trabalhos e leituras
importantes para o seu desenvolvimento pessoal e científico. Como em todas as unidades curriculares, são vários os
momentos de avaliação que permitem detectar o aproveitamento do estudante e corrigir os aspectos pedagógicos e
didácticos ineficazes ou insuficientes, individual ou colectivamente. O estudante obterá aproveitamento da disciplina
se tiver nota final igual ou superior a 10 valores

Bibliografia principal

Prat, Roland. (1962 ). L¿optique. Paris: ÉDITIONS DU SEUIL Lighting Handbook for Television, Theatre and
Professional Photography, Sylvania, GTE
Rossotti, Hazel. (1985). Colour, Why the World isn¿t Grey. NJ: PRINCETON UNIVERSITY PRESS
Clark, Frank P. (1966) Special Effects in Motion Pictures. New York: Society of Motion Picture and Television
Engineers. Cuadernos El Publico, CENTRO DE DOCUMENTACION TEATRAL
LESSIG, Lawrence. (2004). Free culture. London: Penguin.
LESSIG, Lawrence (2001). The future of ideas: the fate of the commons in a connected world. NY: Random House.
Lima dos Santos, Maria de Lurdes (coord.). (1999). As Políticas Culturais em Portugal. Lisboa: O.A.C
Lima dos Santos, Maria de Lurdes et AA (coord.). (1999). Impactos Culturais da Expo 98. Lisboa: O.A.C.