Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Responsabilidade Social dos Media

Curso

Ciências da Comunicação e da Cultura

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

2 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

125 | 45

Código

ULHT24-7043

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Teorias e debates
1.1. A responsabilidade individual do jornalista e a responsabilidade social da imprensa.
1.2. A objectividade jornalística como dever profissional.
1.3. Limites à liberdade de informação.
1.4. A deontologia e a empresa.
2. A deontologia jornalística.
2.1.Significado do estudo da deontologia.
2.2.Conceitos básicos: ética, moral, direito e deontologia.
2.3. Perspectiva do «dever» e perspectiva «finalista».
2.4. Os princípios deontológicos na perspectiva da formação das profissões.
3. Os Códigos Deontológicos
3.1 Códigos deontológicos: conceito, origem, valor.
3.2 O conteúdo normativo dos códigos: direitos e deveres.
4. A deontologia na perspectiva das instituições.
4.1. A deontologia e a empresa jornalística.
4.2. As instituições sindicais e profissionais.
4.3. Magistraturas de influência e autoridades administrativas independentes.
5. Síntese: a deontologia no "novo espaço público".

Objetivos

Compreensão das questões deontológicas e a responsabilidade social do jornalista que pressupõe não só o relacionamento da deontologia com a ética e com o direito, mas também o conhecimento do contexto em que se processa a actividade jornalística.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Conhecer as regras éticas e deontológicas do exercício da profissão e saber exercê-las. Reflectir sobre os valores fundamentais em confronto no exercíci profissional. Estar habilitado para avaliar e decidir como desempenhar a sua profissão com responsabilidade.

Metodologias de ensino e avaliação

Importância concedida à «análise de casos» relacionados com a experiência portuguesa e internacional e uso dos Códigos Deontológicos para a solução do problema, com apresentação e análise das teorias aplicáveis.
A avaliação é contínua e inclui um teste e um trabalho final de análise deontológica.

Bibliografia principal

CORNU, Daniel, Journalismo e Verdade, Lisboa, Instituto Piaget, 1999.
BERTRAND, Claude-Jean, A deontologia dos media, Coimbra, Minerva-Coimbra, 2002.
LIPOVESTSKY, Gilles, O Crepúsculo do Dever, Lisboa, Publicações Dom Quixote, 1995.
MESQUITA, Mário, O Quarto Equívoco ¿ O Poder dos Media na Sociedade Contemporânea, Coimbra, MinervaCoimbra, 2004 (2ª edição).
PINA, Sara, A deontologia dos jornalistas portugueses, Coimbra, Minerva, 1997.
Bibliografia complementar
AA. VV., A Comunicação Social vítima dos negociantes, Lisboa, Caminho, 1992 (La Communication victime des marchants, Paris, Le Monde Diplomatique, 1988).
Códigos Deontológicos
Códigos de âmbito transnacional
Declaração da UNESCO sobre os Media (1983);
Código Europeu de Deontologia do Jornalismo (Conselho de Europa, 1993).
Carta de Munique (1971)
Declaração de Bordéus (1954, revisto em 1986)
Códigos de âmbito nacional