Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Teorias do Jornalismo

Curso

Ciências da Comunicação e da Cultura

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

125 | 45

Código

ULHT24-2-7041

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. A personagem jornalística1.1.A personagem mediática e jornalística.
1.2.A categoria personagem nos estudos literários
1.3.Personagem de ficção e de ¿real¿.
1.4.Personagens planas e modeladas.
1.5.A construção da personagem na literatura.
1.6 A personagem no quadro dos géneros jornalísticos.
2.O acontecimento mediático e jornalístico 2.1.Acontecimento, facto e evento.
2.2.O acontecimento ¿genuíno, mediado e encenado¿.
2.3.O pseudo-acontecimento.
2.4.Acontecimento jornalístico e acontecimento cerimonial.
2.5.A classificação das telecerimónias.
3.Teorias do jornalismo 3.1.Contextualização histórica da emergência dos estudos sobre os média.
3.2.As teorias sobre os média e o jornalismo.
3.3.A questão da objetividade
4.Poder do jornalismo e dos jornalistas 4.1 A ¿história natural¿ da Teoria dos Média.
4.2.Média: que poder(es)?
4.3.O campo jornalístico.
4.4.Autonomia e independência do jornalista.
4.5.Reconfiguração do poder dos média e a influência da internet

Objetivos

Esta disciplina visa estudar as teorias do jornalismo em três perspetivas principais: o jornalismo como narrativa (a personagem jornalística); os acontecimentos mediáticos e jornalísticos; o poder dos média e o do jornalismo.
O objetivo desta unidade curricular é permitir que os alunos possam analisar criticamente as principais problemáticas do jornalismo na sociedade contemporânea.
No âmbito desta disciplina os alunos deverão estar aptos a abordar de forma aprofundada os seguintes tópicos: (a) a construção da personagem jornalística em comparação com a personagem de ficção e a personagem histórica; (b) o acontecimento mediático e jornalístico; (c) o poder dos média e do jornalismo; (d) o enquadramento das principais teorias do jornalismo.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Domínio teórico das principais Teorias do Jornalismo. Compreensão do debate profissional sobre a ¿objetividade jornalística¿. Análise crítica do discurso dos média, do poder do jornalismo e dos jornalistas. Capacidade de reflexão sobre a crise contemporânea do jornalismo e suas consequências.

Metodologias de ensino e avaliação

Teorias do Jornalismo tem uma carga letiva de quatro horas semanais. Alterna-se a exposição teórica com os estudos de caso, que trabalham a aplicação dos conceitos à prática. Ao longo do semestre aposta-se no apelo à participação crítica permanente dos alunos no debate das questões abordadas.

Sistema de avaliação:
Um teste a 8 de janeiro. Ponderação: 50%

Um trabalho final, individual (12 a 20 mil caracteres, com espaços) ou em duplas (20 a 30 mil caracteres, com espaços), sobre um dos quatro pontos do programa da disciplina. Ponderação: 50%
Calendário:
30 outubro - apresentação em aula dos temas dos trabalhos para aprovação;
11 de dezembro - entrega dos trabalhos com posterior apresentação em sala de aula.


Exames de 1ª Época, 2ª Época e Época Especial: uma prova escrita.

Bibliografia principal

Bourdieu, P. (1997). Sobre a Televisão. Oeiras: Celta.
Fowler-Watt, K., & Allan, S. (Eds.). (2013). Journalism: New Challenges. Bournemouth: Bournemouth University.
Hanitzsch, T., & Wahl-Jorgensen, K. (Editors). (2009). The Handbook of Journalism Studies. New York and London: Routledge.
Kovach, B., & Rosenstiel, T. (2005). Os Elementos do Jornalismo ¿ O que os profissionais do jornalismo devem saber e o público deve exigir. Porto: Porto Editora.
McQuail, D. (2003). Teoria da Comunicação de Massas. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
Mesquita, M. (2004). O Quarto Equívoco ¿ O Poder dos Media na Sociedade Contemporânea. Coimbra: MinervaCoimbra.
Mário Mesquita. (2007). O poder mediático ¿ teorias e representações. Poderes, Mobilidades e Comunicação, Ponta Delgada: Universidade dos Açores.
Traquina, N. (2002). Jornalismo. s.l.: Quimera.
Traquina, N. (Org). (1993). Jornalismo: Questões, Teorias e «Estórias». Lisboa: Vega