Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Psicologia da Aprendizagem

Curso

Ciências da Educação - Educação Social

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

2 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

125 | 45

Código

ULHT75-337

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Conceito lato e restrito de aprendizagem. Tipos de aprendizagem
O que é aprender? Aprendizagem/Aprendizagens
Aprendizagem e desenvolvimento
Aprendizagem e escola
2. Os grandes paradigmas na Psicologia de Aprendizagem
Conceito de paradigma e investigação
Paradigma behaviourista
Paradigma cognitivista
3. Teorias de Aprendizagem
Modelo behaviourista
- Condicionamento clássico
- Condicionamento instrumental
- Condicionamento operante
- Teoria de aprendizagem social
- Práticas pedagógicas subjacentes ao modelo
Modelo cognitivo
- Gestaltismo
- Teóricos do desenvolvimento dos processos cognitivos
-- Construtivismo de Piaget
-- Formação de conceitos de Bruner
-- Aprendizagem significativa de Ausubel
- Práticas pedagógicas do modelo
Teoria do processamento de informação
- Sistema geral do modelo
- O conhecimento declarativo e sua organização
- O conhecimento procedimental e sua organização
- Resolução de problemas
- Práticas pedagógicas do modelo

Objetivos

- Adquirir conhecimentos sobre a natureza dos mecanismos e processos básicos que interferem na aprendizagem quer numa perspectiva de desenvolvimento quer de aprendizagem escolar;
- Analisar e refletir sobre alguns modelos de aprendizagem no quadro de dois grandes paradigmas: o behaviorista e o cognitivista;
- Ser capaz de analisar criticamente, de acordo com os paradigmas, a informação oral e escrita disponível;

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

- Simular contextos educativos e esquemas de instrução mais adequados a cada modelo teórico;
- Ser capaz de apresentar com clareza e rigor científico, oralmente ou por escrito, o resultado do seu trabalho;
- Ser capaz de trabalhar em grupo.

Metodologias de ensino e avaliação

Serão fornecidos textos para leitura prévia sobre os conteúdos a versar na sala da aula. O papel do aluno será o de ler e refletir sobre os mesmos, antes da aula, para poder participar em contexto de grupo e colaborativo na construção de saberes.
Avaliação: De acordo com o regulamento da Universidade, os alunos podem optar pelo modelo de avaliação contínua ou de avaliação por exame.
A avaliação contínua terá em conta cumulativamente:
a assiduidade (70% de presenças)(5%);
leituras, discussões e apresentações de textos propostos para estudo e análise (5%);
elaboração de pequenos textos escritos que podem contemplar resumos ou recensões críticas(40%);
prestação de duas provas de frequência (50%);
No caso de o aluno não poder realizar alguma das condições do regime de avaliação contínua deverá prestar uma prova de conhecimentos (exame).

Bibliografia principal

Altet, M. (1999).As Pedagogias da Aprendizagem. Lisboa: I. Piaget.
Arends, R.I. (1995). Aprender a Ensinar. Lisboa: McGraw Hill.
Ausubel, D. & Novak, J. (1980). Psicologia Educacional. Rio de Janeiro: Liv. Interamericana.
Bruner, J.S.(1969). Uma Nova Teoria de Aprendizagem . R. de Janeiro: Bloch Ed.
Dolle, J.M. (1975). Para compreender Jean Piaget. R. de Janeiro: Zahar Ed.
Giordan, A. (2007). Aprender. Lisboa: Instituto Piaget.
Piaget, J. (1982). O Nascimento da Inteligência na Criança. R. de Janeiro: Zahar Ed.
Sousa, Ó. (2012). Aprender e Ensinar: significados e mediações. In Teodoro, A. & Vasconcelos, M. L. (org.). Ensinar e Aprender no Ensino Superior. Por uma epistemologia da curiosidade na Formação Universitária. S. Paulo: Ed. Mackenzie; Cortez.
Sprinthall, N. & Sprinthall, R. (1993). Psicologia Educacional. Lisboa: McGraw Hill
Tavares,J. (1996). Uma Sociedade que aprende e de desenvolve. Relações Interpessoais. Porto: Porto Editora.