Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Política Alimentar e Nutricional

Disciplina do Curso

Ciências da Nutrição

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 4

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

104 | 45

Código

ULHT1101-12573

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

História da Alimentação
Crises alimentares
Segurança alimentar
EFSA
Avaliação e comunicação de risco
Gestão de risco
Legislação alimentar
Sistema de alerta RASFF
Terrorismo alimentar
Sistemas de monitorização
Consumo Alimentar em Portugal
Suplementos alimentares (Alimentos enriquecidos e funcionais/ Alegações nutricionais e de Saúde)

Objetivos

O objectivo da disciplina de Política Alimentar e Nutritional é fornecer uma panorâmica do contexto alimentar em que nos situamos, desde a perspectiva histórica, passando pela segurança alimentar, à legislação e situação actual dos alimentos que temos à disposição.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

O aluno deverá adquirir competências para conhecer a história da alimentação, o actual contexto da segurança alimentar e o enquadramento de produtos como os suplementos alimentares, alimentos enriquecidos e alimentos funcionais e compreender a regulamentação das alegações nutricionais e de saúde.

Metodologias de ensino e avaliação

Aulas teóricas: de frequência facultativa, seguindo o programa definido. Aulas práticas: tutoradas destinadas à consolidação dos conhecimentos, através da participação activa do aluno no processo de ensino-aprendizagem:
pesquisa, avaliação crítica, tratamento e transmissão de informação científica sobre temas relevantes para a unidade curricular, com impacto na nutrição. Apresentação de pequenos seminários sobre temas actuais e importantes no âmbito da unidade curricular.

O regime de avaliação é preferencialmente de carácter contínuo, e valoriza (A) a assiduidade (10%), (B) a execução, apresentação e discussão de trabalhos de grupo (45%), e (C) a realização de uma prova global (45%).
Avaliação Contínua Final = A (10%) + B (45%) + C (45%). A nota mínima admissível para efeito de contabilização é de 10 valores.
O regime de exame final aplica-se aos alunos que por ele optem, constando de uma prova escrita.

Bibliografia principal

AGUILERA, C.; História da alimentação mediterrânica; Terramar; 2001; Lisboa; Portugal; ISBN 972-710-297-2
FLANDRIN, J-L. et al; História da Alimentação - 1. Dos primórdios à Idade Média; Terramar; 1998; Lisboa; Portugal; ISBN 972-710-197-6
FLANDRIN, J-L. et al; História da Alimentação - 2. Da Idade Média aos tempos actuais; Terramar; 2001; Lisboa; Portugal; ISBN 972-710-281-1
F. A. Gonçalves Ferreira, Nutrição Humana, Ed. Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa.
Lopes C, Oliveira A, Santos AC, Ramos E, Gaio AR, Severo M, Barros H. Consumo alimentar no Porto. Faculdade de Medicina da Universidade do Porto - 2006.
EFSA, Concise European Food Consumption Database, EFSA, 2008
INSTITUTO NACIONAL DE ESTATÍSTICA; Balança Alimentar Portuguesa: 1990-2003; Instituto Nacional de Estatística - Lisboa; INE, 2006