Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Comunicação e Globalização

Curso

Comunicação Aplicada: Marketing, Publicidade e Relações Públicas

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 4

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

100 | 45

Código

ULHT168-15427

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1.Introdução à Globalização:
1.1 O movimento da globalização: breve análise histórico-evolutiva;
1.2 As escolas hiperglobista, céptica e transformacionista.
2. As redes como pilares da Globalização:
2.1 Breve introdução ao estudo da teoria das redes;
2.2 Os contributos do iluminismo para a globalização;
2.3 O livre comércio;
2.4 A estruturação de potências mundiais.
3. Contributos da industria da informação para a globalização;
4. A propaganda como ferramenta de Globalização:
4.1 A opinião pública;
4.2 A ascensão de (alguns) estados;
4.3 O advento da rádio e outros media.
6. A transnacionalização:
6.1 O fim do monopólio dos estados nacionais;
6.2 A construção de consciência planetária.
7. A economia da partilha

Objetivos

Na convicção de que a interface da Comunicação e da Globalização envolve uma temática complexa, pluridisciplinar e em permanente alteração, os módulos de estudo seleccionados visam proporcionar aos estudantes a familiarização com o conceito de globalização e com aquilo que está na base da estruturação e evolução.
Por outro lado, a transmissão dos elementos teóricos não pode descurar a promoção simultânea das capacidades de juízo crítico e de investigação autónoma dos estudantes como meta académica última.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Ao familiarizar os estudantes com os conteúdos programáticos da unidade curricular e no prosseguimento do respectivo objectivo, pretende-se habilitar aqueles com um mínimo de conhecimentos fiáveis sobre o que vem sendo academicamente produzido na interface da Comunicação e da Globalização. Concretamente, pretende-se dotar os estudantes de um equipamento teórico e operativo suficiente para despertar a sua reflexão autónoma e criatividade, sensibilizando-os, ao mesmo tempo, para as exigências do trabalho de investigação (selecção das hipóteses de trabalho, parâmetros e variáveis a ter em conta na recolha e tratamento dos dados empíricos, etc.).

Metodologias de ensino e avaliação

A metodologia seguida, decorrente da letra e do espírito da Declaração de Bolonha, visa incentivar o envolvimento e a participação activa dos estudantes nas aulas.
Na avaliação constam os seguintes elementos e ponderações:
-Trabalho de investigação sobre um dos temas do programa, a ser escolhido pelo estudantes (20%)
-2 testes de avaliação (40% + 40%)
Para obter nota a avaliação contínua o estudante deverá de assistir a pelo menos 75% das aulas.

Bibliografia principal

Barabási, A., (2002), Linked: The New Science of Networks. Perseus, Cambridge.
Bauman, Zygmunt, (2005). Globalization: The Human Consequences. UK, Polity Press & Blackwell Pub.
Bello, Walden, (2004). Deglobalization. London, Zed books.
Bindé, Jérôme (coord). (2007). Rumo às Sociedades do Conhecimento. Lisboa, Piaget.
Castells, Manuel, (2009). Communication and Power. Oxford, Oxford University Press.
Corm, Georges, (2013). Le nouveau gouvernement du monde. Paris, La Découverte.
Giddens, Anthony, (2000). O Mundo na Era da Globalização. Lisboa, Editorial Presença.
Giraud, Pierre-Noel, (2012). Mondialisation ¿ Emergences et Fragmentations. Paris, Éditions Sciences Humaines.
Shaw, Martin, (ed) (1999). Politics and Globalization. London, Routledge.
Vindt, Gérard, (1999). 500 Anos de Capitalismo: A Mundialização de Vasco da Gama a Bill Gates. Lisboa, Temas e Debates.
Wolf, Martin, (2004). Why Globalization Works. New Haven & London, Yale University Press.