Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Jornalismo de Ciência

Curso

Comunicação e Jornalismo

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 4

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

106,7 | 45

Código

ULHT449-5855

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1 - Definição de jornalismo de ciência:
Disseminação/divulgação/jornalismo de ciência (JC).
História do JC
Especificidades do JC
Critérios de noticiabilidade
Facto jornalístico/científico
Linguagem científica/jornalística
O papel do jornalista/cientista
A ciência nos media nacionais e internacionais
2 - Método científico versus método jornalístico:
Objectividade e verdade em ciência e no jornalismo
Avaliação da produção científica/jornalística
Ética científica/jornalística
3- Interação jornalismo-ciência:
As fontes no JC
A incerteza e a controvérsia científica
4- Ciência e sociedade:
Produção científica/Políticas científicas/Financiamentos
Públicos da ciência
As notícias de ciência na sociedade de risco
5- Construção da notícia:
Do acontecimento à notícia
Sensacionalismo no JC
6- Conceitos fundamentais em ciência:
Noções básicas de diversas áreas científicas
Estatística e Epidemiologia

Objetivos

É objetivo da unidade curricular que os alunos possam conhecer as fontes e os métodos de investigação específicos do tratamento jornalístico dos assuntos de ciência.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Ao longo do semestre, os alunos da disciplina de Jornalismo de Ciência devem desenvolver conhecimentos e aptidões com vista a:
Conhecer os sistemas de regras, de valores e as práticas dos campos da ciência e do jornalismo, bem como os modos de articulação dos dois campos nas sociedades atuais;
Conhecer as fontes e os métodos de investigação específicos no tratamento jornalístico dos assuntos de ciência;
Compreender/identificar os conceitos fundamentais e a linguagem das diversas áreas científicas, bem como aprender a ler e a utilizar corretamente dados estatísticos e epidemiológicos;
Definir critérios de recolha e de tratamento da informação científica com vista a transformar-se em notícia;
Recolher e tratar informação, bem como redigir peças jornalísticas sobre assuntos científicos, tendo em conta os critérios jornalísticos e as especificidades das várias matérias científicas;
Desenvolver sentido o crítico e reflexivo em torno dos temas tratados.

Metodologias de ensino e avaliação

Aulas práticas:
Análise de notícias de ciência publicadas nos media nacionais. Procura e seleção de informação científica em papers, sítios dos centros de investigação, agências de notícias, etc, com vista à redação e edição de notícias;
Realização de uma conferência de imprensa com um cientista;
Debate com jornalistas de ciência e cientistas;
A conferência de imprensa e o debate, além de proporcionarem a troca de ideias, opiniões e de saberes entre profissionais do jornalismo e da ciência e a turma, constituem também uma oportunidade de os alunos exercitarem a redação jornalística, fazendo a cobertura dos acontecimentos.
Avaliação:
Participação nas aulas: debate sobre os vários temas tratados nas aulas e sobre outros colocados pelos alunos;
Trabalhos individuais: redação de notícias;
Trabalhos em grupo: preparação e planeamento de cobertura de eventos científicos, nomeadamente o debate e a conferência de imprensa;
Frequência: avaliação dos conhecimentos teórico-práticos.

Bibliografia principal

Ávila, Patrícia (1998), Práticas científicas: uma tipologia dos investigadores portugueses¿, Sociologia, Problemas e
Práticas, 26, 85-117.
Caraça, João (1997), O que é Ciência, Lisboa, Difusão Cultural.
Costa, António Firmino da, Patrícia Ávila e Sandra Mateus (2002), Públicos da Ciência em Portugal, Lisboa, Gradiva.
Gonçalves, M. E. (org.), (2003) Os Portugueses e a Ciência, Lisboa, D. Quixote
Mendes, Hugo (2003), Visibilidade da Ciência nos Mass Media: A tematização da Ciência nos jornais Público,
Correio da Manhã e Expresso¿ (1990 e 1997), em Gonçalves, Eduarda (org) (2003), Os Portugueses e a Ciência, Lisboa, Dom Quixote.
Nelkin, Dorothy (1987), Selling Science: How the press covers science and technology, New York, W. H. Freeman.
Peters, Hans Peter (2000), A interacção entre jornalistas e peritos científicos: conflito e cooperação entre duas culturas profissionais, em Traquina, Nelson (2000) Jornalismo 2000, Comunicação e Linguagens, 27.