Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Jornalismo e Comunidades Online

Curso

Comunicação e Jornalismo

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 7

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

186,3 | 75

Código

ULHT449-17137

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. História dos média digitais

2. O jornalismo na era da internet
2.1. Ciberjornalismo: novos e velhos desafios?

3. Dos Média Sociais às Comunidades online
3.1 O lugar das redes sociais
3.2. A ética jornalística online

4. Jornalismo e Comunidades online
4.1. Jornalismo vs produção de conteúdos
4.2. Jornalismo para redes sociais
4.3. Multimédia e storytelling

Objetivos

Objetivo da unidade curricular (1000 Caracteres):
Jornalismo e Comunidades Online é uma disciplina teórico-prática que tem o objetivo de ensinar jornalismo para comunidades online, apostando na prática, mas também na reflexão teórica e ética sobre uma nova realidade que desafia a profissão a redefinir-se.
Através desta disciplina, os estudantes poderão ter acesso a boas práticas e também aos desafios mais prementes que se colocam ao jornalismo enquanto actividade social e profissional, face às redes sociais e comunidades online.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Ao completarem esta unidade curricular, os estudantes estão aptos a refletir sobre as questões teóricas e éticas colocadas pelas comunidades online ao jornalismo. E são capazes de produzir e gerir conteúdos jornalísticos para essas novas comunidades que se interligam com as redes sociais, pensando na questão informativa, comercial mas também no papel social do jornalismo.

Metodologias de ensino e avaliação

Por ser uma disciplina teórico-prática, Jornalismo e Comunidades Online aposta no trabalho desenvolvido pelos estudantes como forma de consolidar a aprendizagem formal. Assim, a exposição teórica, com recurso a Power Point, é intercalada com exercícios de análise e reflexão, convidados em sala de aula, e produção jornalística para as comunidades online.
Avaliação: Teste: 40%; Trabalhos: 60%.

Bibliografia principal

Bastos, H. (2012). A diluição do jornalismo no ciberjornalismo. Estudos em Jornalismo e Mídia, 9(2), 284¿298.
Bor, S. E. (2014). Teaching Social Media Journalism. Journalism & Mass Communication Educator, 69(3).
Canavilhas, J., & Satuf, I. (Eds.). (2015). Jornalismo para dispositivos móveis. Covilhã: UBI - Labcom.
Cardoso, G., & Lamy, C. (2011). Redes sociais: comunicação e mudança. JANUS.NET - e-journal of International Relations, 2(1), 70¿92.
Deuze, M. (2004). What is multimedia journalism1? Journalism Studies, 5(2), 139¿152.
Lasorsa, D. L., Lewis, S. C., & Holton, A. E. (2012). Normalizing Twitter. Journalism Studies, 13(1), 19¿36.
Mateus, C. (2015). A utilização das redes sociais pelos jornalistas portugueses. Covilhã: UBI - Labcom.
Singer, J. B. (2014). Sem medo do futuro: ética do jornalismo, inovação e um apelo à flexibilidade. Comunicação e Sociedade, 25, 49¿66.
Veloso, A. S. (2013). Jornalismo na era da WEB 2.0. Universidade de Coimbra, Coimbra.