Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Teorias do Jornalismo

Curso

Comunicação e Jornalismo

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

2 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

133 | 60

Código

ULHT449-7041

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Das raízes às teorias
1.1. Contextualização histórica da emergência dos estudos sobre os média.
1.2. As teorias sobre os média e o jornalismo.
1.2.1. A teoria do espelho.
1.2.2. A teoria do gatekeeper.
1.2.3. A teoria organizacional.
1.2.4. A teoria do agenda-setting.
1.2.5. As teorias construtivistas
1.2.5. Os critérios de noticiabilidade.
1.3. Objetividade: uma arma de defesa da profissão?
2. O poder do jornalismo
2.1. A ¿história natural¿ da Teoria dos Média.
2.2. A natureza ideológica das notícias na imprensa.
2.3. Média: "instrumento de poderes", "quarto poder" ou "contra poder"?
2.4. Reconfiguração do poder dos média e a influência da internet.
3. O poder dos jornalistas
3.1. O lugar do jornalista nos dispositivos políticos e mediáticos.
3.2. O jornalismo no âmbito das profissões da comunicação.
3.3. O campo jornalístico.
3.4. Autonomia e independência do jornalista.
4. O Futuro do Jornalismo
4.1. A crise da imprensa
4.2. Jornalismo e Democracia

Objetivos

Em Teorias do Jornalismo procuram-se as raízes dos estudos universitários na área do jornalismo. Analisa-se o conceito de objetividade jornalística, as principais teorias do jornalismo e discute-se o poder do jornalismo e dos jornalistas. O objetivo é desvendar os bastidores dos media e desconstruir o caminho que a informação percorre até se tornar notícia. Em debate ao longo do semestre estará a crise contemporânea do jornalismo e as suas implicações para o futuro da profissão e da democracia. No final do semestre, os estudantes terão adquirido competências para compreender o debate profissional sobre a ¿objetividade jornalística¿. Serão capazes de realizar uma análise crítica do discurso dos media, desconstruindo o poder do jornalismo e dos jornalistas. Terão ainda capacidade de reflexão sobre a crise contemporânea do jornalismo e suas consequências.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Domínio teórico das principais Teorias do Jornalismo. Compreensão do debate profissional sobre a objetividade jornalística. Análise crítica do discurso dos média, do poder do jornalismo e dos jornalistas. Capacidade de reflexão sobre a crise contemporânea do jornalismo e suas consequências.

Metodologias de ensino e avaliação

Teorias do Jornalismo alterna-se a exposição teórica com os estudos de caso, que trabalham a aplicação dos conceitos à prática. Ao longo do semestre aposta-se no apelo à participação crítica permanente dos alunos no debate das questões abordadas.
Um teste (60%).
Um trabalho final, individual, sobre a cobertura dos resultados eleitorais nos Estados Unidos (8 de novembro) pelos média portugueses. Este trabalho consistirá na análise comparativa da cobertura jornalística nos dias 7, 8 e 9 de novembro. Cada estudante tem de escolher dois títulos concorrentes e aplicar os conhecimentos teóricos adquiridos ao longo do semestre. Máximo: 15 páginas, de acordo com o template disponível no Moodle. Entrega obrigatória em formato digital, no Moodle, e em papel, na coordenação do curso (40%). Data de entrega: 25 de janeiro de 2017
Ponderação: assiduidade, participação e trabalhos realizados em sala de aula.

Bibliografia principal

Bourdieu, P. (1997). Sobre a Televisão. Oeiras: Celta.
Fowler-Watt, K., & Allan, S. (Eds.). (2013). Journalism: New Challenges. Bournemouth: Bournemouth University.
Hanitzsch, T., & Wahl-Jorgensen, K. (Editors). (2009). The Handbook of Journalism Studies. New York and London: Routledge.
Kovach, B., & Rosenstiel, T. (2004). Os Elementos do Jornalismo ¿ O que os profissionais do jornalismo devem saber e o público deve exigir. Porto: Porto Editora.
McQuail, D. (2003). Teoria da Comunicação de Massas. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
Mesquita, M. (2004). O Quarto Equívoco ¿ O Poder dos Media na Sociedade Contemporânea. Coimbra: MinervaCoimbra.
Traquina, N. (2002). Jornalismo. s.l.: Quimera.
Traquina, N. (Org). (1993). Jornalismo: Questões, Teorias e «Estórias». Lisboa: Vega.