Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Psicossociologia das Organizações

Curso

Contabilidade, Fiscalidade e Auditoria

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 4

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

112 | 45

Código

ULHT172-1736

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. A Psicossociologia das Organizações: o que é, como surgiu, principal domínio de acção e seu objectivo.
2. A Natureza do Comportamento Organizacional e contributos do seu estudo para a Gestão: globalização, problemas e desafios.
3. A Motivação e a Satisfação no Trabalho: impacto ao nível do desempenho e produtividade.
4. Poder e Política nas organizações: uso e bases do poder, actos de liderança versus de gestão e abordagem política das organizações (condutas, coligações, estratégias e tácticas).
5. Clima, Cultura Organizacional, Ética e Responsabilidade Social: repercussões ao nível da performance das organizações.
5. O Stress e o Conflito nas organizações: perspectivas, tipos e técnicas de gestão.
6. A Mudança e a Inovação Organizacional: a actividade das organizações aprendentes.

Objetivos

- Transmitir aos alunos como e porque agem de determinado modo os indivíduos nas organizações, bem com como estas funcionam à luz da complementaridade de diversas abordagens explicativas e quais os principais desafios que actualmente enfrentam;
- Ensinar como promover mudanças organizacionais controladas e como usar as técnicas mais adequadas de intervenção, destinadas a melhorar quer o bem-estar das pessoas e das suas organizações, quer a respectiva produtividade.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

- Saber identificar e explicar os principais desafios que actualmente se colocam às empresas;
- Conhecer as diversas abordagens explicativas do funcionamento das organizações enquanto sistemas de acção imperativamente coordenados;
- Compreender os comportamentos dos indivíduos nas organizações;
- Entender como se devem promover mudanças organizacionais controladas e como utilizar as técnicas mais adequadas de intervenção.

Metodologias de ensino e avaliação

Aulas teórico-práticas que além de envolverem a exposição das temáticas, são acompanhadas de exemplos ilustrativos ocorridos em contexto organizacional e sempre que seja viável envolverá a análise e comentário crítico de documentação pertinente previamente fornecida.
1. Avaliação Contínua (mínimo de 75% de assiduidade às aulas, salvo excepções previstas nos Regulamentos de Avaliação da ECEO e da ULHT):
- participação nas aulas = 10% da nota da avaliação contínua;
- 2 testes escritos (cada teste terá a ponderação de 30% da nota final) = 60% da nota da avaliação contínua;
- trabalho de grupo com defesa pública = 30% da nota da avaliação contínua.
2. Avaliação Final:
- Não inclui qualquer elemento da avaliação contínua e não prevê a realização de exames orais, sendo a ponderação atribuída a seguinte: Exame escrito (1ª época, 2ª época, época especial) = 100% da nota


Bibliografia principal

Bilhim, J. (2013). Teoria Organizacional: Estruturas e Pessoas, (7.ª edição). Lisboa: ISCSP.
Cunha, M. P., Rego, A., Cunha, R. C., Cabral-Cardoso, C. & Neves, P. (2014). Manual de Comportamento Organizacional e Gestão, (7ª edição). Lisboa: RH Editora.
Kreitner, R. & Kinicki, A. (2013). Organizational behavior, (10th edition). New York, NY: McGraw-Hill/Irwin.
John W Newstrom, J. W. (2015). Organizational behavior: human behavior at work, (14th edition). New York, NY: McGraw-Hill.
Robbins, S. P. & Judge, T. (2015). Organizational Behaviour, Global Edition, (16th edition). Englewood-Cliffs, NJ: Pearson Higher Education.