Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Teoria de Circuitos

Disciplina do Curso

Engenharia Biomédica

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

135 | 60

Código

ULHT1706-7730

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Tensão, corrente, resistência, energia e potência. Diferença potencial, Fontes de Tensão e Corrente independentes e dependentes. 2. Circuitos resistivos. Lei de Ohm. Associação resistências. Transformação de Fontes. Leis de Kirchhoff. Teoremas da Sobreposição, Thévenin e Norton. Máxima Transferência de Potência. Análise de malhas e nodal. Circuitos c/ AmpOps. 3. Circuitos c/ componentes reativos. Capacidade de um condensador e energia armazenada. Indutância de uma Bobina e energia armazenada. Condensadores e Bobinas suas características e associação. Circuitos RC, RL e RLC. 4. Análise de circuitos lineares em regime estacionário sinusoidal. Análise no plano Complexo. Fasores. Impedância e Reactância. Relações de amplitude e fase em resistências, bobinas e condensadores. Potência dissipada e reativa, Fator de Potência. Admitâncias. 5. Indutância mútua. O transformador linear e ideal. 6. Análise circuitos no domínio da frequência. Zeros e Pólos. Diagramas de Bode. Ressonância.

Objetivos

- Fornecer as valências fundamentais associadas ao conhecimento das grandezas elétricas envolvidas na teoria de circuitos/estudo dos dispositivos lineares ativos e passivos.
- Utilizar métodos/técnicas de análise para a avaliação do comportamento dos circuitos elétricos
- Conceber circuitos elétricos e eletrónicos simples

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

- Capacidade de interpretar e descrever circuitos elétricos de forma gráfica, com a notação apropriada.
- Capacidade de modelar sistemas físicos com modelos de parâmetros concentrados
- Capacidade de compreender as limitações dos modelos utilizados.
- Capacidade de analisar circuitos elétricos lineares.

Metodologias de ensino e avaliação

A UC é lecionada através de aulas T (expositivas), TP (de resolução de exercícios) e de lab.(de aplicação dos conhecimentos adquiridos). Ao atribuir 30% da nota final aos resultados dos trabalhos efetuados em lab., valoriza-se a capacidade de projetar, montar e estudar circuitos. A capacidade de análise teórica de circuitos é avaliada através da componente escrita. A avaliação é feita por média ponderada entre os conhec. teóricos e os trabalhos de lab. realizados. No seu conj., a classificação destes contribui com 30% da nota final da UC. A avaliação teórica de conhecimentos é feita em 2 testes de frequência, cada 1 dos quais contribui com 35% da nota final da UC
Assim, a Nota final =0,35(1ºteste)+0,35(2º teste)+0,30(trabalhos)
A aprovação na avaliação continua só é possível se a média obtida nas 2 frequências escritas for > ou = a 10 val. sendo que em nenhuma delas o aluno pode ter nota < a 8 val
Se os alunos não aprovarem na avaliação contínua, podem realizar o exame final.

Bibliografia principal

J. David Irwin, Basic Engineering Circuit Analysis, 7rd Ed., Wiley, 2002 ou J. David Irwin, Análise Básica de Circuitos para Engenharia, Nova Guanabara (versão Brasileira). J. David Irwin, Introduçåo à Análise de Circuitos Eléctricos, Livros Téc. e Cient. Editora, 2005 (versão Brasileira). J. David IMin, Análise de Circuitos em Engenharia, MAKRON BOOKS, 2006. James W. Nilsson, Susan A. Riedel, Electric Circuits, 6th Ed., Prentice Hall, 2000 . ou James W.
Nilsson, Susan A. RiedeE, Circuitos Eléctricos, 5a Ed., LTC, 1999 (versão Brasileira). William H. Haytt Jack Kemmerly,
Engineering Circuit Analysis, McGraw-Hill International Editions, 5th Ed., 1993. Meireles, Vítor, "Circuitos Eléctricos",
Lidei; 2003. Dawes, Chester, Electrical Engineering, McGraw-Hill. O´Malley: John, Análise de Circuitos, Schaum McGraw-Hill