Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Microbiologia Industrial

Curso

Engenharia Biotecnológica

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

125 | 60

Código

ULHT37-956

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. A Microbiologia Industrial no contexto da biotecnologia:
introdução. A classificação filogenética (mRNA) de Carl Woesse e a sua importância na microbiologia industrial;
2. Microorganismos com interesse industrial e os seus produtos.
Selecção e melhoramento de estirpes, escolha de matérias-primas, condições de crescimento e regulação metabólica. Produtos primários do metabolismo microbiano biomassa, aminoácidos, solventes, enzimas, ácidos, orgânicos). produtos secundários do metabolismo microbiano.
3. Aplicações de outros processos microbianos.
Anticorpos monoclonais e catalíticos; vacinas; biotransformações, biolixiviação, biossensores, Biotecnologia Ambiental, biodeterioração de materiais e o seu controlo e tratamento industrial de águas residuais.
Prática
1. O fabrico da Cerveja.
2. O fabrico do Iogurte.
3. estudo da acção de antibióticos no crescimento microbiano.
4. Controlo microbiológico de um alimento.
5. Controlo microbiológico de um cosmético.

Objetivos

Capacidade de resolver os problemas que se põem numa industria ao nível microbiológico, o que significa optimizar os sistemas de produção.
Competências a nível laboratorial relativas a diversos processos de produção e controlo microbiológico de produtos finais.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

No final da U.C. os alunos deverão:
1. Compreender a importância da microbiologia industrial e a sua ligação com a economia, não descurando os sistemas integrados de gestão da qualidade, ambiente e segurança/total quality management.
2. Competências a nível laboratorial relativas a diversos processos de produção e controlo microbiológico de produtos intermediários e finais.
3. Capacidade de resolver os problemas que se põem numa industria ao nível microbiológico, o que significa optimizar os sistemas de produção.
4. Registar, reportar e interpretar os resultados dos trabalhos experimentais.

Metodologias de ensino e avaliação

Teórica - método expositivo recorrendo a audiovisuais, método interactivo e trabalho de psquisa.
A componente prática compreende vários trabalhos práticos.
Para cada trabalho será entregue um relatório escrito sobre a experiência efectuada. Estes trabalhos serão cotados de 0-20 valores.
Normas de avaliação teórica 40%, seminário 10%, avaliação prática 50%.
A avaliação teórica diz respeito à nota das frequências, para a avaliação continua ou de exame escrito final.
O Seminário compreende um trabalho escrito apresentado oralmente durante 20 minutos e efectuado em grupo. Este trabalho será cotado de 0-20 valores.

Bibliografia principal

.Industrial Microbiology, Michael J.Waites; L.Morgan; John S. Rockey, Oxford; Blackwell Science, 2001
. Modern Industrial Microbiology and Biotechnology, Nduka Okafor, Science Publishers, 2007
. From Beer to Molecular Biology - The evolution of Industrial Biotechnology , Tor-Magnus Enari, Fachverlag Hans Carl, 1999