Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Computação Distribuída

Disciplina do Curso

Engenharia Informática

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 6

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

168 | 52,5

Código

ULHT260-7348

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Introdução
Caracterização, requisitos, arquitectura e funcionalidades
2. Arquitecturas e Modelos de Comunicação Distribuída
Arquitecturas de sistemas, níveis de software
3. Comunicação entre Processos Distribuídos (IPC)
Características da comunicação entre processos
Invocação, parâmetros e heterogeneidade de dados
4. Invocação Remota e Objectos Distribuídos
RPC:Modelo de execução
Linguagem de definição de interfaces (IDL)
Plataformas de execução: Sun RPC, Java RMI
5. Nomeação e Serviços de Directório
Tipos de Nomes
Espaços de nomeação
Serviços de Directório (Web, X.500, LDAP)
6. Web Services (WS)
Modelo de Execução Web Services (WS)
O protocolo SOAP
Linguagens de definição de Serviços (WSDL)
7. Segurança
Modelo de segurança
Autenticação
Controlo de acesso
8. Sistemas de Ficheiros Distribuídos
Arquitecturas de SGF distribuídos
Implementações: NFS e AFS
9. Transações
Modelo transaccional
Propriedades ACID das transacções
Transacções distribuídas
Protocolo 2-phase-commit

Objetivos

Esta unidade curricular tem por objectivo abordar os principais modelos de computação distribuída, começando pelas técnicas fundamentais, apresentando de seguida as tecnologias associadas à invocação remota de objectos e arquitecturas orientadas aos serviços e terminando com os fundamentos de segurança e transações distribuídas.

Metodologias de ensino e avaliação

A abordagem seguida permite que os alunos adquiram um conhecimento teórico dos principais modelos de Computação Distribuída e de invocação remota, e os ponham em prática através da realização de projectos baseados em plataformas distribuídas actuais. A aprendizagem tem uma forte componente de trabalho de pesquisa realizado individualmente pelos alunos, complementada pela apresentação e análise de exemplos extraídos de aplicações reais. Por outro lado a componente laboratorial fornece aos alunos a oportunidade de adquirir uma formação profissionalizante nas principais plataformas de computação distribuída existentes.
A avaliação é contínua e constituída por mini-testes e um teste teórico (50%) e entrega de um projecto prático (50%) ao longo do semestre. A aprovação na cadeira é obtida com uma nota mínima de 10 valores da média das duas componentes teórica e prática.

Bibliografia principal

¿Distributed Systems: Concepts and Design¿ (5th Edition), by Coulouris, Dollimore & Kindberg, Ed. Addison-Wiley, 2011; ISBN 0132143011.