Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Métodos Quantitativos para o Serviço Social

Curso

Serviço Social

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

2 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

125 | 48,5

Código

ULHT119-13469

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1.- A Prática Científica
2.- A exigência metodológica
3.- Métodos e Técnicas
4.- Os Métodos Quantitativos na Investigação Científica
5.- Os Métodos Quantitativos para o Serviço Social
6.- Algumas noções de Estatística
7.- Utilização do EXCEL
8.- "Pacote" Estatístico Para as Ciências Sociais
8.1.- Introdução ao SPSS for Windows
8.2.- Organização dos dados
8.3.- Transformação das Variáveis
8.4.- Principais estatísticas descritivas
8.5.- Tabulação
8.6.- Correlação
8.7.- Elaboração de gráficos
8.8.- Estatísticas indutivas
9.- Elaboração de relatórios científicos
10.- Conclusões

Objetivos

O objetivo fundamental desta Unidade Curricular de ¿Métodos Quantitativos para o Serviço Social¿ será fornecer aos
discentes instrumentos teórico práticos que lhes permitam compreender, avaliar e desenvolver pesquisas científicas,
no âmbito das Ciências Sociais, em geral, e do Serviço Social, em particular.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Esta UC visa conferir competências e conhecimentos no âmbito da aplicação e operacionalização dos Métodos
Quantitativos da Investigação Científica, de forma a preparar profissionais aptos para analisar a complexidade das
instituições, as suas estratégias e modelos de funcionamento e, ainda, a dinâmica das variáveis presentes nas suas
relações internas e com o exterior, permitindo a constituição de uma base de desenvolvimentos originais, em
contextos de investigação, nesta área do saber aplicado ao Serviço Social.

Metodologias de ensino e avaliação

Metodologia expositiva, interactiva, com realização de exercícios em aula.
A avaliação é contínua, sendo que: 50% da nota final é concedida à prova escrita; 25% ao trabalho apresentado em
aula, 25% à participação/presença em aula.

Bibliografia principal

Antunes, Manuel de Azevedo. (2012). Para uma utilização do SPSS: Statistical Package for the Social Sciences:
guia do utilizador, Parte I ¿ Estatísticas Descritivas (8.ª reimpressão). Lisboa: CEPAD/ULHT.
Hill, Manuela Magalhães, & Hill, Andrew. (2000). Investigação por questionário. Lisboa: Edições Sílabo.
Moreira, Carlos Diogo. (2007). Teorias e práticas de investigação. Lisboa: ISCSP/UTL.
Pereira, Alexandre. (2008). SPSS: guia prático de utilização - análise de dados para Ciências Sociais e Psicologia (7.ª
ed.). Lisboa: Edições Sílabo.
Pestana, Maria Helena, & Gageiro, João Nunes. (2005), Análise de dados para Ciências Sociais: a
complementaridade do SPSS (4.ª ed.). Lisboa: Edições Sílabo,
Quivy, Raymond, & Campenhoudt, Luc Van. (1998). Manual de investigação em Ciências Sociais (2.ª ed.). Lisboa:
Gradiva. (Original em francês, publicado em 1995).