Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Seminário de Investigação e Intervenção em Serviço Social I

Curso

Serviço Social

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 7,5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

187,5 | 45

Código

ULHT119-7270

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

I - Desafios ao Serviço Social em contexto de globalização e de sociedade de risco
II - Componentes estruturantes da intervenção em Serviço Social
III - Construção do projeto de estágio na vertente de intervenção
IV - Construção do projeto na vertente de investigação
V - Estratégias de investigação qualitativa
VI - Estratégias de investigação quantitativa
VII - Questões éticas da Investigação e da Intervenção

Objetivos

A unidade curricular de Seminário de Investigação e Intervenção em Serviço Social I pretende problematizar e consolidar as teorias e método(s) de intervenção social. Pretende refletir sobre os procedimentos mais adequados para potenciar intervenções substantivas tendo em conta a realidade social em questão. Pretende, igualmente, consolidar a integração de conhecimentos teóricos e práticos, éticos e políticos associados ao Serviço Social; relacionar os quadros teóricos e metodológicos e as visões do mundo debatidas em seminário com as experiências de estágio dos alunos; assim como potenciar a construção de uma sólida identidade profissional

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

- Capacidade de construção de temáticas e problemáticas associadas aos locais de estágio e de analisá-las à luz das referências teóricas das diferentes ciências sociais e humanas;
- Capacidade de integração de conhecimentos teórico-metodológicos com vista à conceção de um projeto de estágio devidamente fundamentado nas necessidades dos utentes, contextualizadas no tempo e no espaço;
- Capacidade de desenvolver competências de análise e reflexão que possibilitem a identificação de metodologias adequadas à intervenção e à investigação em Serviço Social com grupos, indivíduos, famílias e comunidade;
- Capacidade de consciencializar e apreender uma postura de investigação, face à problemática de estágio, através da definição de processos de investigação social;
- Capacidade de refletir sobre as experiências de estágio, analisando-as nas vertentes teórica, metodológica, ética e política

Metodologias de ensino e avaliação

Adota-se uma metodologia de ensino centrada no aluno e para a reflexão e a aquisição de argumentações em torno das teorias e prática do Serviço Social.
A avaliação incide na realização de determinados trabalhos pelos alunos e 2 exercícios escritos individuais em sala de aula, apresentações orais e discussões e participação na dinâmica de aprendizagem em sala de aula.

Bibliografia principal

1. Aguilar, Maria e Ander Egg, Ezequiel, (1995). Avaliação de Serviços e Programas Sociais, Petrópolis, Vozes, 2ª ed.
2. Albarello, Luc & al., (1997). Práticas e Métodos de Investigação em Ciências Sociais. Lisboa: Gradiva.
3. Amaro, M. Inês (2012). Urgências e Emergências do Serviço Social - Fundamentos da profissão na contemporaneidade, Lisboa, UCP
4. Ander- Egg , Ezequiel e AGUILAR, Maria José (1999). Como elaborar um Projecto. CPIHTS:Lisboa, 16ªed.
5. Batista, Myrian Veras (2001). A investigação em Serviço Social. S. Paulo/Lisboa: VERAS/CPIHTS.
6. Beckert, Cristina (2012). Ética, Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa
7. Branco, Francisco; Amaro, Inês (2011). As práticas do Serviço Social Activo no âmbito das novas tendências da politica social, Serviço Social e Sociedade nº108, S. Paulo, pp.656-679.
8. Branco, Francisco (2008). A investigação em Serviço Social em Portugal: trajectórias e perspectivas in Locus Social, 1/2008, pp.48-63.