Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Serviço Social e Intervenção em Comunidades

Curso

Serviço Social

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

2 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

125 | 48,5

Código

ULHT119-8682

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1 - Serviço Social e Intervenção em Comunidades (Cadeira de Opção)
1.1-Introdução. (Exercícios de auto conhecimento e de dinâmica de grupo). Diferença entre intervenção individual, de grupo e de comunidade.
1.2-Conceitos de:
-Comunidade, Desenvolvimento comunitário, Organização Comunitária, Território, Bairro, Colectivo, População,
Grupo, Rede Social.
1.3-Génese e evolução da Organização Comunitária
1.4-Elementos estruturais da comunidade
2- Metodologia da Intervenção em Comunidade
2.1-Habilidades e Competências para a intervenção
2.2-O processo Projecto de intervenção
2.3-Estudo, investigação-diagnóstica
2.4-Planificação das actividades
2.5-Metas e Estratégias
2.6-A Avaliação
2.7-Grupo, Redes, Parceria
3- Modelos de Intervenção Comunitária
3.1-Desenvolvimento local
3.2-Planeamento Social
3.3-Desenvolvimento de Comunidade

Objetivos

Perceber a distinção e articulação entre os três níveis de intervenção, individual, grupo e comunidade
Desenvolver habilidades e competências para a intervenção em comunidade.
Proporcionar a aquisição de conhecimentos sobre as particularidades do processo de intervenção em comunidade.
Praticar a escrita, a elaboração de Power Point (PP) e a oralidade
Aprofundar os fundamentos históricos, filosóficos e metodológicos dos diferentes processos de intervenção comunitária.
Apreender as dinâmicas da intervenção em comunidade.
Aprender a caracterizar a comunidade, perceber as forças actuantes, as dinâmicas convergentes e opostas em ordem à elaboração e actualização diagnostica.
Treinar técnicas de comunicação, animação de grupos, orientação para a tomada de decisões, resolução de conflitos, mediação.
Aprender a resolver conflitos e obtenção de consensos.
Apreender o desenvolvimento do processo de intervenção em comunidade

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

- Capacitar para a pesquisa no âmbito da comunidade ou território abrangido;
- Capacitar para a utilização de técnicas de animação com diferentes objectivos;
- Capacitar para os diferentes níveis de comunicação, interna e externa;
- Capacitar para o relacionamento com pessoas de diferentes culturas e valores;
- Capacitar para a elaboração de diagnóstico, sua dinâmica constante e actualização;
- Capacitar para o uso de diferentes técnicas de trabalho em grupo;
- Capacitar para a formulação, desenvolvimento e conclusão do processo de Int.Com.
- Capacitar para as várias modalidades de avaliação
- Capacitar para a elaboração de trabalhos escritos, sua apresentação oral assim como debates, simulações no sentido do desenvolvimento da argumentação e contra argumentação.

Metodologias de ensino e avaliação

Aulas teórico-práticas interativas, com registo de frequência seguindo o programa da disciplina. Apresentação de trabalhos de grupo, destinados a aprofundar temas do programa, com auxílio de novas tecnologias e com particular atenção no desenvolvimento da oralidade e regras de apresentação de trabalhos. Prática de debates, painéis temáticos, simulações como fonte de aprendizagem de argumentação e oralidade. A avaliação será contínua, valorizando a assiduidade, pontualidade e participação dos estudantes na dinâmica processada em aula.
Avaliação Contínua
Presenças total de 75%
1-Trabalho de grupo (com base em textos, pesquisas, entrevistas) em Power Point ou outra forma: 6 valores=40%.
2 - Apresentação oral individual do trabalho de grupo: 4 valores = 10%. Classificação individual.
3-Teste individual escrito: 6 valores = 40%.
4-Assiduidade, pontualidade e participação = 4 valores =10%.
Aprovação: nota 10 valores e mais.
Avaliação Clássica

Bibliografia principal

Aguilar, Maria e.Ander Egg, Ezequiel (1999). Diagnóstico Social. Buenos Aires: ICSL.
Barbero, Josep e Cortès, Ferran (2006). Trabajo Comunitário, Organización Y desarrollo social. Madrid: Alianza.
Carmo, Hermano (2007). Desenvolvimento Comunitário 2ª ed. Lisboa: Universidade Aberta.
Faleiros, Vicente, (1971). Metodologia do Diagnóstico Social. Brasília: Editora Brasilia.
Payne, Malcom (2002). Teoria do Trabalho Social Moderno. Coimbra: Quarteto.
Souza, Maria Luiza (1982). ¿Acção Social, Acção Comunitária e Desenvolvimento de Comunidade¿ in Serviço Social & Sociedade. S. Paulo: Cortez.
Roselló, Elena e Lillo, Nieves (2004). Manual para el Trabajo Social Comunitário. Madrid: Narcea.
Wanderley, Mariangela (1993). Metamorfoses do Desenvolvimento de Comunidade. S. Paulo: Cortez.