Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Teoria e Metodologia do Serviço Social II

Curso

Serviço Social

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

2 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

125 | 48,5

Código

ULHT119-7267

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

I.O Serviço Social no contexto das Ciências Sociais e Humanas: correntes de pensamento, paradigmas e matrizes teóricas predominantes no Serviço Social contemporâneo
II.Produção social do conhecimento: identidades, capitais simbólicos e heranças histórico-culturais
Identidade profissional: representações, atribuição e construção identitária
Espaços de constituição e organizações profissionais
Agir profissional, atribuição de sentido e direção ético-política
III.Saber pensar e saber agir: parâmetros conceptuais, analíticos e operativos
Configuração e referenciais estruturadores do campo do Serviço Social
Formas de operacionalidade e práticas atuais: contextos específicos e modus operandi do assistente social.
O agir, mundo dos sistemas e o mundo da vida: demandas sociais, projetos de ação e dinâmicas processuais
Dimensão individual, familiar, coletiva e intervenção em rede: procedimentos teórico metodológicos e técnico operativos

Objetivos

- Entender o Serviço Social nas encruzilhadas dos saberes e nos contextos atuais das ciências sociais e das práticas sociais em Portugal
- Perceber parâmetros de análise possibilitadores de um conhecimento crítico da realidade profissional considerando a interferência das conjunturas políticas, das políticas sociais, dos movimentos sociais e dos fenómenos sociais emergentes
- Entender os referenciais estruturadores e diferenciadores do agir do assistente social em contextos organizacionais, situacionais e relacionais específicos
- Apropriar-se dos elementos teóricos, metodológicos, operativos, éticos e políticos de suporte à intervenção do assistente social.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

- Adquirir a percepção da importância dos paradigmas e das matrizes de pensamento no campo do Serviço Social enquanto área de conhecimento e de intervenção

- Compreender as contingências e pertinências do agir do assistente social em diferentes contextos e registos, institucionais, situacionais e relacionais

- Adquirir progressivamente uma postura profissional teoricamente sólida, reflexiva, flexível, inovadora e crítica

Metodologias de ensino e avaliação

A conceção de ensino aprendizagem e as metodologias diversificadas respeitam a interação pedagógica e a recetividade dos alunos.
Aulas com transmissão de conhecimentos e informação estruturada pela professora, debates, participação e colocação de questões pelos alunos.
Participação sistemática dos alunos e apresentação calendarizada de trabalhos.
Os alunos responderão a questões colocadas nas aulas pela professora, sobre os conteúdos trabalhados.
Avaliação contínua de conhecimentos e competências:
Assiduidade e pontualidade (em 75% das aulas). Participação e animação de debates em sala de aula. Atitudes e comportamentos adequados em sala de aula, elementos significativos de construção de uma postura e identidade profissionais. (10%).
Realização de workshops e trabalhos em subgrupo com apresentação calendarizada e debate em sala de aula (40%).
Uma prova escrita de avaliação, sem consulta. Duração duas horas. (50%).
Avaliação por exame conforme RAC da ULHT.

Bibliografia principal

ANDRADE, M (2002). Serviço Social, Formação Contínua e Ethos Profissional, Serviço Social: Encontro com a Identidade Profissional. Lisboa
ANDRADE, M (2001). Campo de Intervenção do Serviço Social: Autonomias e Heteronomias do Agir, Intervenção Social
NETTO, JP (2015).O Projeto Ético-Político Profissional do Serviço Social. Intervenção Social
NEGREIROS, M.A (2005). A construção social de uma profissão, Estudos do Serviço Social Brasil e Portugal . São Paulo
BLANC, B et al (1989). Actions collectives et travail social, Paris
PASSARINHO, I(2015 ).Em rede fazemos a diferença. Intervenção Social
SANTOS, B (1999). Palavras de Abertura, Revista Crítica de Ciências Sociais,
SANTOS, C(2015). Acolhimento e Serviço Social. Intervenção Social
SANTOS, C (2011).O estado da arte sobre os instrumentos e técnicas na intervenção:uma perspectiva crítica.
PINTO, J.M(2004).Formação,Tendências Recentes e Perspetivas de Desenvolvimento da Sociologia em Portugal, Sociologia Problemas e Práticas