Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Sociologia do Trabalho e das Organizações

Curso

Sociologia

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura | Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

2 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

133 | 47

Código

ULHT45-983

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

O lugar e o valor do trabalho numa perspectiva histórica, no actual contexto e nas sociedades que se perspectivam. A Evolução do trabalho nas sociedades contemporâneas. As transformações na organização do trabalho e nas suas formas de prestação. O trabalho nos processos de mudança e transformação social no desenvolvimento da sociedade com enfoque em Portugal. As organizações em geral e em particular as que actuam no mundo do trabalho: origens, percursos, objectivos, práticas

Objetivos

Situar características e papéis das organizações nas sociedades na era da globalização, em tempo de perspectivação de uma nova era mundial, considerando a velha economia, a economia do conhecimento, a sociedade em rede, o domínio das multinacionais, o individualismo institucionalizado. As transformações políticas, económicas, sociais e culturais que marcam a transição da sociedade industrial para a sociedade pós industrial e para o presente. Noções sobre escolas de organização do trabalho. As potencialidades e o enfraquecimento de movimentos sociais e das organizações, no seu percurso histórico. Identificação e análise, por um lado, das (in)estabilidades(in)seguranças, (des)igualdades que caracterizam as precariedades no trabalho, por outro, identificação e análise de diferentes formas de organização do trabalho. Papel das profissões e das qualificações. Análise do processo evolutivo dos actores sociais, das organizações e dos conflitos próprios da sociedade actual.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Situar características e papéis das organizações nas sociedades na era da globalização, em tempo de perspectivação de uma nova era mundial, considerando a velha economia, a economia do conhecimento, a sociedade em rede, o domínio das multinacionais, o individualismo institucionalizado. As transformações políticas, económicas, sociais e culturais que marcam a transição da sociedade industrial para a sociedade pós industrial e para o presente. Noções sobre escolas de organização do trabalho. As potencialidades e o enfraquecimento de movimentos sociais e das organizações, no seu percurso histórico. Identificação e análise, por um lado, das (in)estabilidades(in)seguranças, (des)igualdades que caracterizam as precariedades no trabalho, por outro, identificação e análise de diferentes formas de organização do trabalho. Papel das profissões e das qualificações. Análise do processo evolutivo dos actores sociais, das organizações e dos conflitos próprios da sociedade actual.

Metodologias de ensino e avaliação

Aulas teóricas, com exposições do docente visando propiciar a compreensão dos alunos. Aulas teórico/práticas com participação dos alunos trabalhando temas, paradigmas e conceitos relevantes que marcam o mundo do trabalho e das organizações. Aulas práticas com apresentação de trabalhos dos alunos, individuais e de grupo, baseados em temas sugeridos pelo docente e outros que emanem de anseios e perspectivas dos alunos, devidamente enquadrados e validados face aos objectivos da licenciatura e da respectiva unidade curricular. Metodologias de avaliação orientadas para o seguinte método em caso de avaliação contínua: participação nas aulas (15%); conhecimentos adquiridos (50%); competências adquiridas (35%).

Bibliografia principal

Antunes, Ricardo (2002), Os Sentidos do Trabalho: Ensaio sobre a afirmação e a Negação do Trabalho, Boitempo Editorial, São Paulo Bernoux, Philippe (2005), A Sociologia das Organizações, Porto, Rés.
Castells, Manuel (2002-2004) A era da informação: economia, sociedade e cultura (3 vols), Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian Kovács, Ilona (2005), Flexibilidade e Emprego: Riscos e Oportunidades, Celta Editora, Oeiras.
Mintzberg, Henry (1995), Estrutura e dinâmica das organizações, Lisboa, Dom Quixote.
Nunes, Nuno (2013), Desigualdades Sociais e Práticas de Acção Coletiva na Europa, Lisboa, Mundos Sociais.
Sennet, Richard (2000), A corrosão do carácter. As consequências pessoais do trabalho no novo capitalismo, Lisboa, Terramar.
Silva, Manuel Carvalho da (2007), Trabalho e Sindicalismo em Tempo de Globalização - Reflexões e Propostas. Lisboa: Círculo de Leitores/Temas e Debates.