Pós-Graduação em Abordagem Interdisciplinar da Violência Doméstica

Pós-Graduação Abordagem Interdisciplinar da Violência Doméstica

Lisboa
A violência doméstica é um fenómeno complexo, de causas plurais tão variáveis como aspetos psicológicos, culturais, sociais e mesmo patológicos. Para uma compreensão da realidade e, sobretudo, para adequar as respostas protetivas à vítima concreta e as res... Ler mais

Partilhar

Email

O estacionamento é gratuito no campus da Universidade Lusófona para todos os alunos de pós-graduação, mestrado e doutoramento do período noturno. Ler mais
Créditos13 ECTS
  • Apresentação

    Apresentação

    A violência doméstica é um fenómeno complexo, de causas plurais tão variáveis como aspetos psicológicos, culturais, sociais e mesmo patológicos. Para uma compreensão da realidade e, sobretudo, para adequar as respostas protetivas à vítima concreta e as respostas de ressocialização ao agente concreto, providenciando, simultaneamente, uma resposta adequada ao nível social e jurídico, manifesta-se imperioso o conhecimento cabal das causas, das consequências, das respostas existentes. Pelas consequências extremas na vida das vítimas diretas e indiretas, na vida dos agentes e familiares dos envolvidos, mas também reflexamente em toda a sociedade, nomeadamente em virtude das consequências a nível do sistema de saúde, do sistema produtivo, económico, fiscal, e também em virtude de uma maior sensibilidade da comunidade que se tornou mais recativa a este tipo de violência, é necessário dotar, não apenas aqueles que, por força da profissão, contactam diretamente com agentes e vítimas, mas também todos quantos, nas mais variadas áreas de vida, podem desempenhar uma função ao nível da deteção, denúncia, testemunho ou acompanhamento da violência doméstica. Este curso de pós-graduação tem como objeto o estudo do fenómeno segundo uma perspetiva que se pretende interdisciplinar e integrada, convocando profissionais oriundos das várias áreas de conhecimento envolvidas no estudo do fenómeno, dos agentes, das vítimas e das testemunhas, bem como dos mecanismos de obtenção de prova, relação entre instâncias de prevenção, proteção da vítima, perseguição do crime e reinserção do agente. O curso assume-se como formação que se pretende de excelência e em cujos módulos se congregam o saber académico com um profundo enquadramento prático, fruto de experiência profissional do seu corpo docente.
  • Condições de Ingresso

    Condições de Ingresso

    - Licenciados em Direito, Medicina, Psicologia, Sociologia, Jornalismo e Serviço Social. - Órgãos de polícia criminal, técnicos de reinserção social e quaisquer profissionais com interesse na matéria. - Elementos das Comissões de Proteção de Crianças e Jovens em Perigo; - Profissionais de autarquias que tenham a seu cargo o acompanhamento da matéria; - Professores e funcionários de escolas dos vários graus de ensino; - Estudantes das licenciaturas atrás referidas. No entanto, os não licenciados serão admitidos após apreciação do respetivo curriculum vitae e, caso a coordenação assim o entenda, de entrevista.
  • Objetivos

    Objetivos

    - Transmitir aos formandos conhecimentos gerais relativos à violência doméstica enquanto fenómeno psicológico, sociológico e jurídico. - Dotar os profissionais de instrumentos teóricos e práticos que lhes permitam uma mais adequada intervenção junto de vítimas, de agentes, da família e da comunidade, capacitando-os com conhecimentos teórico-práticos relevantes. - Transmitir conhecimento que permita identificar precocemente sinais, nomeadamente ao nível do comportamento das crianças. - Proporcionar, aos profissionais que exerçam atividades direta ou indiretamente relacionadas com o crime, preparação científica que lhes permita uma melhor compreensão do fenómeno criminal, dos fatores que o condicionam, de psicologia forense e da investigação criminal, facultando os meios teóricos e técnicos que possibilitem uma visão do tema nas suas várias vertentes. - Identificar os meios de prova permitidos e proibidos no processo criminal e dar a conhecer os meios de obtenção de prova relacionados com o crime de violência doméstica e crimes conexos.
  • Docentes convidados

    Docentes convidados

    CORPO DOCENTE Alexandra Anciães Alexandra Figueiredo Ana Caetano Ana Luísa Conduto Ana Paula Pinto Lourenço André Inácio António Castanho António Manuel de Almeida Costa Cátia Matias Monteiro Carlos Ademar Carlos Anjos Carlos Poiares Cristina Borges de Pinho Daniel Cotrim Daniela Machado Dina Fonseca Duarte Nuno Vieira Elisabete Brasil Flávio Roques Fernando Mendonça de Vilhena Fernando Vieira Helena Leitão Isidora Martinho João Massano José de Faria Costa José Palaio José Quaresma Maria José Magalhães Maria Perquilhas Marta Silva Mauro Paulino Nuno Poiares Paulo Guerra Sónia Reis Teresa Egídio Mendonça de Vilhena Teresa Féria
  • Observações

    Observações

    Metodologias de Avaliação: A avaliação depende da assiduidade a, pelo menos, 75% das sessões. No final da parte letiva, o formando deverá ser apresentado um trabalho que relacione conteúdos de, no mínimo, três módulos consoante o plano indicado pela coordenação e após aprovação do projeto pela coordenação. A aprovação nos moldes atrás descritos conferirá os seguintes diplomas: - Certificado de Pós-Graduação - para licenciados; - Certificado de Curso de Especialização - para não licenciados. - Aos formandos que não pretendam submeter-se a avaliação, mas que tenham cumprido o requisito de assiduidade de 75% de presença em sessões, atrás referido, será emitido um Certificado de Frequência. Horário: sextas-feiras das 18:00 às 22:30 e sábados das 9:00 às 13:15.

Centro Universitário

Lisboa | Faculdade de Direito (ULHT)
CANDIDATAR-ME

Secretariado

Paula Almeida

Valores

A este ciclo de estudos/programa de formação aplicam-se as tabelas de emolumentos em vigor na Universidade Lusófona.
Política de Cookies
Este website utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação.
Aceitar
Lisboa 2020 Portugal 2020 Small Logo EU small Logo PRR Logo UE Financed Logo PT Livro de reclamaões Elogios