Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Bioquímica Clínica

Curso

Ciências Farmacêuticas

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura; Mestrado | Trimestral | 4,5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

5 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

110 | 45

Código

ULHT477-4623

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1- Introdução à Bioquímica Clinica
2 - Métodos analíticos em Bioquímica Clinica.
3 - Avaliação laboratorial das proteínas.
4 - Avaliação laboratorial dos glícidos.
5 - Avaliação laboratorial dos lípidos.
6 - Equilíbrio ácido-base.
7 - Avaliação laboratorial da função hepática .
8 - Avaliação laboratorial da função renal.
9 - Análise química e citológica da urina
10-Separação dos componentes do sangue. Importância da isotonicidade sanguínea
11- Determinação da glicose sérica
12- Determinação do colesterol total
13- Determinação dos triglicéridos
14-Determinação da ureia sérica
15- Determinação da bilirrubina
16- Determinação da fosfatase alcalina

Objetivos

A unidade curricular de Bioquímica Clínica tem como objetivo apresentar aos alunos, uma forma global, os mecanismos bioquímicos fundamentais, as suas disfunções e possibilitar que entendam as aplicações e utilidade dos métodos analíticos.
A importância da bioquímica no diagnóstico e no tratamento de doenças e a relevância do controlo de qualidade são alguns dos pontos focados e realçados.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Desta forma, através da prática laboratorial, os alunos não só executam as técnicas, identificam e obtêm o produto biológico necessário à determinação de cada parâmetro bioquímico, mas também são levados a entender e interpretar as implicações dos erros analíticos e não analíticos.
Através de casos práticos, é desenvolvida a capacidade de análise, interpretação dos conhecimentos e dos factos com aplicação na resolução de problemas.


Metodologias de ensino e avaliação

Aulas magistrais e laboratoriais, onde a aprovação pode ser obtida por regime de:
Avaliação contínua:
A - Pontualidade e assiduidade (10%)
B - Desempenho (20%)
C - 2 Testes escritos (70%)

O trabalhador-estudante que opte pela avaliação contínua deverá cumprir com todos os requisitos.
Nota Final = A(10%)+B(20%)+C1(35%)+C2(35%)

Exame
Exame final incide sobre a totalidade dos conteúdos programáticos, engloba uma prova escrita e uma prova laboratorial

Melhorias
Prova de avaliação oral, englobando a totalidade dos conteúdos programáticos, lecionados quer nas aulas teóricas quer nas laboratoriais.

Bibliografia principal

Burtis, C. A., & Ashwood, E. R. (2008). Tietz Fundamentals of Clinical Chemistry. Philadelphia: W.B.Saunders Company.
Henry, J. B. (2011). Clinical and Diagnosis Management by Laboratory Methods. Philadelphia: W. S. Saunders Company.
Pesce, A.J. Kaplan, L.A. & Kazmierczak, S. C. (2009). Clinical Chemistry: theory, analysis, correlation. St. Louis: Mosby Company.
Anderson, S. C, & Cockane, S. (2007). Clinical Chemistry Concepts and Applications. Boston: McGraw Hill ed.