Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Farmacocinética

Disciplina do Curso

Ciências Farmacêuticas

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura; Mestrado | Trimestral | 6

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

4 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

150 | 75

Código

ULHT477-4548

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Introdução à Farmacocinética e técnicas de modelação
Noções de cinética, algebra e cálculo diferencial
Análise compartimental, Modelação fisiológica, Análise de Sistemas
2. Noção de compartimento
Modelo aberto de um compartimento
Administração por bólus endovenoso
Concentração inicial
Constante de eliminação, tempo de semi-vida de eliminação
Transformação semi-logarítmica e regressão linear
Volume de distribuição e Clearance plasmática
Área sob a curva, métodos de integração
3. Análise de dados urinários
Fracções restante e eliminada
4. Perfusão endovenosa com modelo de um compartimento
Fracção de estado estacionário
Doses de carga, Perfusão de carga
5. Administração extravascular
6. Administração múltipla intravenosa
7. Administração múltipla extravascular
8. Modelos multicompartimentais
9. Métodos não compartimentais
10. Modelos fisiológicos
11. Noções de farmacodinâmica

Objetivos

O facto dos organismos biológicos se comportarem como sistemas abertos em relação às substâncias xenobióticas, em que se incluem a maioria dos fármacos, torna a caracterização das variações em função do tempo - a cinética dos fármacos, uma ferramenta importante no contexto da terapêutica medicamentosa.
Nesta disciplina pretende-se abordar os fundamentos teóricos da Farmacocinética privilegiando as aplicações práticas a casos concretos.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Após frequência e aprovação da Unidade Curricular, pretende-se que o aluno tenha desenvolvido as seguintes competências:
- Apreender conceitos e metodologias diferenciadas, reconhecendo as deduções matemáticas mas sobretudo lidando com as equações e modelos desenvolvidos;
- Estar apto a monitorizar os fármacos, determinando os parâmetros farmacocinéticos e estabelecendo esquemas posológicos individualizados.

Metodologias de ensino e avaliação

Aulas Teóricas
Aulas magistrais seguindo o programa definido de acordo com os objectivos da disciplina.

Aulas Práticas / Laboratoriais
Aulas tutoradas, orientadas por um docente, destinadas a aprofundar alguns dos temas leccionados nas aulas magistrais. Estimula-se a participação dos alunos através de problemas pré-enunciados e sua resolução ou através de material didáctico adequado.

Avaliação contínua:
Duas frequências, contribuindo cada uma em 45% para a classificação final. Resolução de exercícios propostos ao longo do período lectivo, contribuindo num total de 10% para a classificação final.

Exame:
Exame final escrito englobando a totalidade dos conteúdos programáticos, leccionados nas aulas teóricas e práticas. A aprovação na UC requer uma classificação mínima de 9,5 valores neste exame final.

Melhorias
Exame final escrito englobando a totalidade dos conteúdos programáticos, leccionados nas aulas teóricas e práticas

Bibliografia principal

1. Sunil S. Jambhekar, Philip J. Breen (2009) Basic pharmacokinetics, 1st Ed., London, Pharmaceutical Press

2. RITSCHEL, W. A.(2004) Handbook of Basic Pharmacokinetics: including clinical applications, 6th Edition, Washington, American Pharmaceutical Association.

3. SHARGEL, L.(2005) Applied Biopharmaceutics and Pharmacokinetics, 5th Ed., New York, McGraw-Hill.