Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Princípios de Economia e Gestão Aplicados

Disciplina do Curso

Ciências Farmacêuticas

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura; Mestrado | Semestral | 3

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

75 | 75

Código

ULHT477-17212

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

Introdução às organizações e sua gestão
Economia e Economia da saúde: objeto da economia da saúde. Consequências económicas da doença; a saúde e o circuito económico. Modelos de sistemas de saúde. Tipos de financiamento dos sistemas de saúde.
Especificidades do mercado da saúde: procura e maximização da utilidade em saúde: relação financiamento e procura. Competição em saúde.
Determinantes não económicos da procura: Elasticidade da procura em Necessidades em saúde: Indicadores de saúde. Justiça social e equidade: Indicadores de saúde
Avaliação económica em saúde: tipos de estudos: medição de custos e de resultados.
Apresentação e discussão de trabalhos de grupo I
Metodologias de gestão em pequenas unidades de saúde com estrutura empresarial: farmácias e laboratórios de análises.
Metodologias de gestão em pequenas unidades de saúde com estrutura empresarial: farmácias e laboratórios de análises. (conclusão).
O processo de controlo empresarial na farmácia comunitária.

Objetivos

A presente unidade curricular tem como objetivo proporcionar uma formação em conceitos de gestão e economia da saúde. Com esta UC, pretende-se que os alunos desenvolvam conhecimentos na área da gestão e da ciência económica, por forma a poderem, realizar a abordagem a uma unidade empresarial, seja de carácter privado ou público, com ou sem intuitos comerciais de exploração. Tendo em consideração a abrangência dos temas lecionados e a metodologia de ensino implementada crê-se que os objetivos venham a ser atingidos.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Pretende-se que os alunos desenvolvam competências ao nível do reconhecimento de indicadores económicos de saúde, da análise de modelos de gestão de unidades de saúde, sejam públicas ou privadas, bem como conceitos das metodologias de gestão que são empregues na administração de empresas. Igualmente pretende-se que desenvolvam aptidões relativas à avaliação de mercados de saúde e, em particular, dos medicamentos, bem como do reconhecimento das várias estruturas envolvidas no circuito deste bem.

Metodologias de ensino e avaliação

Avaliação contínua:
A nota final resulta da média ponderada dos seguintes componentes:
1)Duas frequências ao longo do semestre (F1 e F2), durante o período lectivo, sobre os conteúdos lecionados, contribuindo cada frequência em 35% para a classificação final.
2)Apresentação de trabalho de grupo que contribuirá com 20% para a classificação final (TG).
3)Frequência das aulas (FA) e participação crítica nas mesmas, que contribuirá com 10% para a classificação final
A classificação final (CF) é calculada pela seguinte fórmula:
CF = (TG x 0,2) + (FA x 0,1) + (F1 x 0,35 + F2 x 0,35)
Para aprovação neste regime é necessária a nota mínima de 9,5 valores resultante da média ponderada dos dois componentes anteriores.
Regime de exame:
Exame final escrito englobando a totalidade dos conteúdos programáticos lecionados nas aulas. A aprovação na unidade curricular requer uma classificação mínima de 9,5 valores neste exame final.

Bibliografia principal

1- Aguiar A. H. , A Gestão da farmácia - ultrapassar os novos desafios. Lisboa, Hollyfar, 2010
2- Aguiar A. H. , Boas práticas da gestão em farmácia. Lisboa, Hollyfar, 2012.
3- Glied, Sherry, Smith, Peter C., The Oxford Handbook of Health Economics; OUP Oxford, 2011.
4- Reis V., Pedro A. , Administração da saúde: da prestação à avaliação de resultados. Biomedical and Biopharmaceutical Research 2012; 9. 1.9-26.