Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Monoteísmo e Messianismo Judaico

Disciplina do Curso

Ciência das Religiões (M)

Grau|Semestres|ECTS

Mestrado | Semestral | 6

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

20 | 20

Código

ULHT453-6281

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. «Monoteísmo» e «messianismo» - problemas epistemológicos:
a. A colagem à noção de «religião»;
i. Religião = monoteísmo?...;
ii. O triângulo da «religião».
b. Os problemas de linguagem e de léxico.

2. Religião | Cultura | Identidade
a. Re-ligare ou Re-legere
b. Teologia e Cultura;
c. Identidade colectiva:
i. Interditos;
ii. Identificação / nomeação do divino;
iii. Simbólica.
d. Instrumentos da identidade:
i. Espaços e locais sagrados;
ii. Longa Duração;
iii. Estruturas de pensamento;
iv. Inconsciente colectivo e o Imaginário colectivo.
e. Cultura material e imaterial
f. Concluindo - Religião: Crença? Fé? Teologia? Ritual? Identidade? Cultura? Mundivisão?

Parte II Judaísmo, Monoteísmo e Messianismo
A até à destruição do II Templo

3. As origens do monoteísmo judaico:
a. A visão religiosa e a visão da Crítica Literária (monoteísmo / politeísmo original);
b. Alguns dados históricos de enquadramento:

Objetivos

Com o advento do I milénio a.C., a vasta zona da Síria e de Canaã vê surgir uma nova forma de conceber a divindade. Único e exclusivista, o "deus" monoteísta requer um grupo de compromissos, de laços e de identidades que não mais vão largar a forma de conceber Religião no mundo mediterrânico, primeiro, e em todo o planeta, depois. Com este curso pretendemos olhar para as implicações mentais, sociais e religiosas da adopção dessa revolução, debruçando-nos sobre as manifestações e textos judaicos. Ao longo de uma história de três milénios, o Judaísmo formulou, não apenas o monoteísmo, assim como a sua principal expressão na forma de encarar o tempo e o próprio Humano: o Messianismo. Dentro deste quadro monoteísta e com a fundamental componente do messianismo enquanto justificação do tempo, olharemos para as diversas tradições culturais, religiosas e místicas que ao longo do tempo o judaísmo foi elaborando na matriz cultural ocidental.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

As competências a adquirir coma frequência desta Uniadde Curricular centram-se em:
- Na capacidade de olhar para o fenómeno religioso nas suas implicações nacionais e ideológicas;
- Trazer para o debate sobre o religioso a componente de nacionalismo que esforma este caso, usando-o como base teórica de análise;
- enunciar e compreender como o messianismo veio dar corpo a uma das mais importantes expressões do judaísmo.

Metodologias de ensino e avaliação

As sessões de trabalho serão teórico-práticas. Na dinâmica das sessões, os alunos participarão através da leitura e comentário de textos previamente definidos e distribuídos. O objectivo dessas leituras, comentadas em sala de aula, reside na necessidade de utilizar a própria identidade religiosa de cada aluno, e a sua identidade cultural, na desmontagem dos lugares-comuns em que se encerra a maioria do conhecimento que a sociedade tem do Judaísmo.

Serão realizadas duas visitas de estudo:

- Sinagoga Sharé Tikvá (Sinagga de Lisboa)
- Museu Judaico de Belmonte

A avaliação é centrada na realização de um ensaio que tenha como ponto de partida uma fonte, enquadrada no programa da UC, e que seja interrogada e trabalhada mediante os objectivos da cadeira.
Este trabalho vale 75% da avaliação, sendo os restantes 25% para a participação e aula.

Bibliografia principal

ALBERTZ, Rainer, A history of israelite religion in the Old Testament period, vol. 1, From the beginnings to the end of monarchy, Louisville, John Knox Press, 1994.
ALBRIGHT, W. F., Yahweh and the gods of Canaan, Londres, The Athlone Press, 1968.
BEAUCAMP, Evode, Les Prophètes d' Israël. Ou le drame d' une alliance, Paris, Les Éditions du Cerf, 1987.
BOTTÉRO, Jean, Babylone et la Bible, Paris, Les Belles Lettres, 1994.
BOTTÉRO, Jean, A Mais bela História de Deus. Quem é o Deus da Bíblia?, Porto, Edições Asa, 1998.
BOTTÉRO, Jean, Babylone et la Bible, Paris, Les Belles Lettres, 1994.
BOTTÉRO, Jean, KRAMER, Samuel Noah, Lorsque les Dieux Faisaient l¿Homme: Mythologie Mésopotamienne, Paris, Gallimard, 1989.
BRICHTO, Herbert, The Names of God, Oxford, Oxford University Press, 1998.
BROWN, Raymond E., The Death of the messiah: from gethsemane to the grave, 2 vols., New York, Doubleday, 1998.