Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Comunicação Política

Curso

Ciência Política - Cidadania e Governação

Grau|Semestres|ECTS

Mestrado | Semestral | 6

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

160 | 45

Código

ULHT94-1683

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

I. A Política como Encenação Mediática (Wodak)
II. Metodologias de Desconstrução do Discurso Político
a. Análise Crítica do Discurso (Wodak)
b. Análise de Conteúdo (Wodak, Espírito Santo)
III. O Agendamento Notícioso e as Campanhas Eleitorais (McCombs & Shaw, Noelle-Neumann, Borges)
IV. A Comunicação Eleitoral (Espírito Santo) e o Lobbying Político (Serrano)
V. Novos Media e Campanhas Eleitorais (Vaccari)
VI. Novos Media e Radicalismos (Etling et al., Cammaerts )
VII. Novos Media e Liberdade de Expressão (Papacharissi, Sturges)
VIII. Novos Media e Jornalismo (Smyrnaios et al., Meyer)

Objetivos

A capacidade de comunicar perante um público cada vez mais alargado dita frequentemente o grau de êxito das campanhas políticas da actualidade, tornando-se a comunicação política num dos principais motores das democracias contemporâneas. É nosso objectivo entender até que ponto os media são efectivamente os principais agentes que estabelecem as regras do "jogo político" na actualidade. A utilização crescente dos novos media tem acarretado alterações na interacção entre políticos e cidadãos.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Entender o papel da comunicação política na mobilização da opinião pública; Desconstruir o discurso político mediatizado através de metodologias utilizadas nas Ciências da Comun.; Explorar as democracias; como "democracias dos media"; Investigar o papel dos media nas campanhas eleitorais; Entender o modo como a literacia mediática pode promover a cidadania participativa; Reflectir sobre uma possível relação entre participação online e alterações concretas ao nível da política pública.

Metodologias de ensino e avaliação

As aulas são expositivas, utilizando-se o powerpoint como ferramenta complementar à matéria leccionada. Cada aula será seguida por uma discussão de grupo de modo a facilitar a compreensão dos módulos programáticos. No âmbito da avaliação curricular, pede-se aos alunos que redijam um `position paper¿ de uma página e meia, o qual será apresentado em aula, sobre uma temática à sua escolha debatida no âmbito da cadeira. Este "position paper" deverá ser posteriormente desenvolvido sob a forma de um trabalho entre 10 e 12 páginas, fonte Times New Roman, fonte 12, a ser entregue em versão impressa até 16 de Julho de 2012. O "position paper", acompanhado de respectiva apresentação, contribuirá em 40% para a nota final, sendo os restantes 60% da mesma compostos pelo trabalho mais extenso.

Bibliografia principal

Borges, S. (2010) `Agendamento¿, in Conceitos de Comunicação Política. Covilhã: UBI, pp.137-144.
Espírito Santo, P. (2010) `Comunicação Eleitoral¿, in Conceitos de Comunicação Política. Covilhã: UBI, pp. 77-89.
Espírito Santo, P. (2007) `Comunicação e política nos discursos presidenciais de tomada de posse: 1976-2006.
Etling, Bruce, Kelly, John, Faris, Robert & Palfrey, John (2010) `Mapping the Arabic blogosphere: politics and dissent online. New Media & Society 12(8): 1225-1243.
Noelle-Neumann, E. (1993) The Spiral of Silence: public opinion, our social skin. Chicago: University of Chicago Press.
Sturges, P. (2006) 'Limits to Freedom of Expression? Considerations arising from the Danish cartoons affair. IFLA Journal 32: 32(3): 181-188.
Vaccari, C. (2008) `From the air to the ground: the internet in the 2004 US presidential campaign. New Media & Society 10(4): 647-665.
Wodak, R. (2009) The Discourse of Politics in Action: Politics as Usual. Hampshire: Palgrave Macmillan.