Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Democracia, Transições e Paradoxos

Curso

Ciência Política - Cidadania e Governação

Grau|Semestres|ECTS

Mestrado | Semestral | 6

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

160 | 45

Código

ULHT94-14992

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

O curso centra-se no fenómeno da mudança de regime e nos condicionalismos que as propiciam, tendo por fulcro o modelo democrático. Assim, os principais itens a desenvolver serão:
1 - Especificidade do regime democrático.
2 - Virtualidades e contradições da democracia liberal e representativa
3 - Análise das ditaduras: diferença entre o regime totalitário e o regime autoritário
4 - Transições para a ditadura: queda das democracias, totalitarismo e autoritarismo na primeira metade do século XX.
5 - Transições para a democracia a partir da II Grande Guerra.
6 - Condições para a consolidação democrática.

Objetivos

Compreensão da singularidade do regime democrático, de modo a explicar a sua expansão nas últimas décadas e os condicionalismos políticos, económicos e sociais que estão na origem, primeiro, da queda de muitas democracias na primeira metade do século XX; segundo, das sucessivas vagas de democratização que se seguiram à II Grande Guerra.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

1) Conhecimento aprofundado da natureza dos regimes democrático, autoritário e totalitário, assim como das diferenças que os separam.
2) Capacidade de identificar os condicionalismos que explicam a maior ou menor estabilidade de um regime democrático.
3) Competência para avaliar criticamente as decisões políticas, tendo por critério a sua maior ou menor fidelidade ao padrão democrático.
4) Competência para redigir trabalhos de acordo com as metodologias da Ciência Política.

Metodologias de ensino e avaliação

Embora tendo por base a exposição dos temas em aula, o curso assenta na participação dosalunos, quer através da discussão da matéria apresentada pelo docente, quer através de breves exposições individuais ou em grupo.
A avaliação contínua será baseada a) na assiduidade e participação individual (20%), b) num trabalho redigido pelo aluno sob a orientação do docente (80%).
Os alunos que não tenham aproveitamento na avaliação contínua deverão submeter-se a exame.

Bibliografia principal

Dahl, Robert A. (2000), On Democracy. New Haven & London: Yale University Press
Gonzalez, José M, y Fernando Quesada, coords. (1988), Teorías de la Democracia. Barcelona: Anthropos
Cota, Maurizio (2008), Democracia, Partidos e Elites Políticas. Lisboa: Livros Horizonte
Linz, Juan (2015), Autoritarismo e Democracia. Lisboa: Livros Horizonte
Linz,Juan, & Alfred Stepan (1996), Problems of Democratic Transition and Consolidation. Southern Europe, South America, and Post-Communist Europe. Baltimore and London: The Johns Hopkins University Press
As regras do estilo APA podem ser consultadas em http://www.apastyle.org/index.aspx