Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Governação e Tecnologias da Informação e da Comunicação

Curso

Ciência Política - Cidadania e Governação

Grau|Semestres|ECTS

Mestrado | Semestral | 6

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

160 | 45

Código

ULHT94-14996

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. DEFINIÇÕES E QUESTÕES CONCEPTUAIS
- E-government, E-governance, M-government
- Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs) e Administração Pública
- Modelos de E-government
2. O IMPACTO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO (TICs) SOBRE O SECTOR PÚBLICO
- O Ambiente Externo: Democracia, Participação, Governança.
- O Ambiente Interno: Liderança e Gestão, E-government e Mudança Organizacional.
- Instrumentos de Partilha de Informação e Instrumentos de Interacção.
3. VANTAGENS E RISCOS ASSOCIADOS À INTRODUÇÃO DAS TICs NO SECTOR PÚBLICO
- Vantagens: Democratização, Preservação Ambiental, Celeridade e Eficácia dos Serviços, Participação Pública.
- Riscos: controlo extremo do cidadão, custos, dificuldades de acesso universal, falso sentimento de transparência e responsabilidade, segurança da informação e proteção da privacidade.
4. TICs, RELAÇÕES SOCIAIS, RELAÇÕES DE TRABALHO E PARTICIPAÇÃO POLÍTICA.
5. TICs E DEMOCRACIA REPRESENTATIVA.

Objetivos

Com a conclusão da unidade curricular, o estudante deverá: (1) conhecer o processo de introdução das tecnologias da informação e da comunicação (TICs) no sector público e respetivos modelos de interacção; (2) identificar as mudanças organizacionais que as TICs induziram no sector público; (3) conhecer os usos dos vários sistemas de TICs no sector público; e (4) saber os principais problemas associados à utilização das TICs no âmbito da Administração Pública e da Governação.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Com esta UC, o mestrando adquire a capacidade de introduzir as TICs no sector público e respetivos modelos de interação. Adquire ainda competências que lhe permitem identificar as mudanças organizacionais que as TICs introduzem no setor público, bem como, conhecer os principais problemas associados à utilização das TICs na Governação e na Administração Pública.

Metodologias de ensino e avaliação

Aulas magistrais de exposição dos conteúdos conceptuais e teóricos, complementadas com a promoc¸a~o do debate e de outras metodologias pertinentes, tendo em vista aumentar a apreensão, compreensa~o e consolidação de conhecimentos pelos alunos. Privilegia-se a avaliac¸a~o conti´nua, sendo os meios de avaliac¸a~o definidos em func¸a~o do Regulamento Geral da ULHT e das orientac¸o~es adotadas ao ni´vel do mestrado.

Bibliografia principal

BALLESTEROS CARRASCO, B. (2012). Las tecnologías de la información y de la comunicación en los cambios laborales: análisis sociohistórico de 1970 a 2010. Madrid: FCI/UCM. Tesis Doctoral.
EVANS-COWLEY, J. & KITCHEN, J. (2011). E-Government. Chicago: American Planning Association.
GARSON, D. (2006). Public Information Technology and E-Governance: Managing the Virtual State. Burlington, MA: Jones and Bartlett.
GIL-GARCIA, J.R. (2013). E-Government Success Factors and Measure: Theories, Concepts, and Methodologies. Hershey: IGI Global.
MANOHARAN, A. & HOLZER, M. (eds.) (2011). E-Governance and Civic Engagement: Factors and Determinants of E-Democracy. Hershey: IGI Global.
MILAKOVICH, M.E. (2011). Digital Governance: New Technologies for Improving Public Service and Participation. London: Routledge.
OECD/ITU (2011). M-Government: Mobile Technologies for Responsive Governments and Connected Societies. Paris: OECD Publishing