Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Seminário de Investigação

Curso

Gerontologia Social (2.º ciclo)

Grau|Semestres|ECTS

Mestrado | Semestral | 10

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

2 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

270 | 44

Código

ULHT795-2723

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1 A investigação em Ciências Sociais e em gerontologia
Particularidades da investigação no quadro duma transversalidade de saberes que se situam nas Ciências Sociais e Humanas
2 Construção do objeto O Processo científico.O modelo linear sequencial (Quivy) e o modelo tipológico (Weber):os polos epistemológico, morfológico, teórico e técnico O papel da matriz teórica - Tema-problema-objeto
3 A complexidade das abordagens indutivas, dedutivas.Da construção à verificação modelo de análise .Do problema à hipótese, dos conceitos aos indicadores - estratégias de verificação.A Coleta e a análise dos dados estratégias
4 Desenvolvimento do plano de trabalho - O projeto de pesquisa, profissional e ou de estágio.Pertinência, exequibilidade e coerência interna.Lugar e papel da pesquisa bibliográfica e da entrevista exploratória na construção do objeto.Construção da amostra e acesso ao mesmo.Instrumentos/pesquisa/desenvolvimento.Aplicação/tratamento dos dados. Redigir Relatório.

Objetivos

- Aperfeiçoamento do processo de investigação científica em gerontologia;
- Articulação entre a matriz teórica, enquadramento da temática/problemática e o plano de trabalho;
- Desenvolvimento da pesquisa, ou de estágio, e ou relatório profissional identificando os polos predominantes em função dos momentos da pesquisa.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

- Compreensão do processo de investigação científica em gerontologia;
- Articulação entre a matriz teórica, enquadramento da temática/problemática e o plano de trabalho;
- Desenvolvimento da pesquisa, ou de estágio, e ou relatório profissional identificando os polos predominantes em função dos momentos da pesquisa.

Metodologias de ensino e avaliação

O seminário inclui aulas tutoradas, destinadas a esclarecer, clarificar e aprofundar os temas lecionados nas aulas magistrais, com auxílio de material didático adequado (exercícios práticos orientados para os temas e projetos dos alunos). A metodologia de ensino orienta-se para um processo dedutivo centrado nas competências dos discentes e para a compreensão e reflexão conceptual dos temas. A avaliação será continua valorizando-se a participação dos discentes na dinâmica de aprendizagem: trabalho individual escrito - projeto - 70%, e trabalhos de grupo com a sistematização dos conhecimentos na sala de aula - 30%.

Bibliografia principal

1. Coutinho, Cara Pereira (2011) Metodologia de Investigação em Ciências Sociais e Humanas, Coimbra, Almedina.
2. Fortin, M-F. (2009), Fundamentos e Etapas no Processo de Investigação, Loures, Lusodidática.
3. Foody, Willian (1996), Como perguntar. Teoria e prática da construção de perguntas em entrevistas e questionários, Oeiras, Celta
4. Quivy, Raymond; Campenhoudt, Luc Van (1992), Manual de Investigação em Ciências Sociais, Lisboa, Gradiva.
5. Moreira, Carlos Diogo (2007), Teorias e práticas de investigação, lisboa: iscsp.
6. PAÚL, Constança e RIBEIRO, Óscar, (2012), Manual de Gerontologia, Lisboa, Lidel