Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Arquitetura I

Curso

Arquitetura

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura; Mestrado | Semestral | 12

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

4 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

336 | 180

Código

ULHT36-635

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

O programa da Unidade Curricular terá como principal conteúdo teórico e prático o da exploração da possibilidade do arquitecto actuar contemporaneamente para além de uma prática fundada apenas no projecto do edifício e sua materialização. No primeiro semestre do Mestrado Integrado em Arquitectura, a disciplina de Arquitectura 1 pretende reforçar os conhecimentos adquiridos pelo aluno nos anos anteriores de licenciatura e coloca-lo num papel mais activo nas suas escolhas e acções projectuais.

Objetivos

No primeiro semestre do mestrado integrado em Arquitectura, a disciplina de Arquitectura 1 pretende introduzir a consciência do arquitecto como elemento activo na sociedade do ponto de vista social, económico, material, e ambiental. Esta consciência é essencial para estruturação do posicionamento deontológico e estratégico do arquitecto.

Reconhecer a importância da estratégia como a priori, considerando a acção do projecto como hipótese de construção de uma nova realidade física, social e organizacional num determinado contexto. Tomada de consciência da acção do arquitecto como agente moderador da realidade. Reconhecimento do programa como estrutura reorganizadora de uma realidade existente e estabilizada. Habitar enquanto alicerce do projecto de reconhecimento das lógicas de relação, caracterização e estruturação de um contexto no qual se pretende intervir, enquanto pressuposto simultaneamente de uma proposta de intervenção.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

A actividade do arquitecto no que concerne ao Projecto enquanto gestão sensível de variáveis como a consciência da permanência, do requinte, da cultura e competência técnica. Entendendimento do projecto de arquitectura enquanto texto operativo de explicitação morfológica, espacial e material de um propósito cívico cultural. Aquisição de competências teóricas e prácticas de actuação em meios complexos mais ou menos sedimentados e de forte caracterização material, ambienta e social, utilizando o projecto enquanto suporte crítico capaz de explicitar uma:
- narrativa morfológica, espacial e material enquanto suporte de uma ideia de arquitectura, cidade e paisagem (sensibilidade cultural, conceptual e dimensão poética);
- especulação acerca da materialização do discurso da arquitectura (desde o controlo do território envolvente à area de intervenção até à escala do detalhe arquitectónico e integração de redes);
- representação e comunicação eficaz de uma narrativa desenvolvida.

Metodologias de ensino e avaliação

As metodologias de ensino baseiam-se no contacto em aula entre alunos e professor realizado em três momentos diferentes:
1. Aulas teóricas de matérias de interesse na cadeira de projecto, na teoria da arquitectura e na prática do projecto. As aulas podem ser realizadas pelos professores ou por convidados com especialidade em matérias específicas e são momentos de apresentação de matérias para o conjunto da turma.
2. Aulas práticas de projecto e metodologias projectais. Estes momentos serão realizados, na maior parte do tempo em contacto directo entre aluno e professor

A avaliação é feita com base em dois pontos:
1. Assiduidade participação, exercícios rápidos e acompanhamento: 25%
2. Trabalho prático: 75%
- Ideia e pensamento crítico (1/3)
- desenvolvimento + percurso (1/3)
- apresentação + comunicação (1/3)

Bibliografia principal

Foster, H. (2011) The art-architecture complex. London, NY: Verso.
COTA: AQ/491-BC
Frampton, K. (2001) Studies in Tectonic Culture: The Poetics of Construction in Nineteenth and Twentieth Century Architecture. Massachusets: MIT Press.
COTA: AQ/286-BC
Koolhas, R, (1997). S,M,L,XL. New York: The Monacelli.
COTA: AQ/741-BC
Nesbitt, K (1996). Theorising a new agenda for Architecture. An Anthology of Architectural Theory 1965-1995. New York: Princeton Architectural Press.
COTA: AQ/377-BC

Pallasmaa, J. (1996). The eyes of the skin. London: Willey.
COTA: AQ/250-BC

Nota: Todas as cotas são da Biblioteca Victor de Sá da ULHT.