Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Introdução à Teoria e História da Arquitetura II

Curso

Arquitetura

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura; Mestrado | Semestral | 3

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

2 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

84 | 45

Código

ULHT36-14614

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

A construção do Espaço como elemento aglutinador das Artes Plásticas.
A Arquitectura como reflexo de uma civilização e o seu valor patrimonial.
O conceito de artista/arquitecto e a sua afirmação ao longo da história.
As Questões sobre a Origem da Arquitectura. A Arquitectura e o Homem na perspectiva antropológica.
Perspectivas de leitura da obra artística e seu significado.
A relação entre Teoria e História e a dimensão sócio-política e ideológica inerente à sua evolução.
Os Conceitos e os ciclos da História de Arquitectura ¿ Rupturas e Continuidades.
Os princípios vitruvianos (venustas, utilitas, firmitas) e a Estética como discussão filosófica sobre o seu significado ao longo dos séculos.
A importância do Lugar - Locus - na arquitectura versus globalização.
A relação entre Arquitectura e Cidade. Apropriação e interpretação do Espaço.

Objetivos

Pretende-se reflectir sobre a importância da História e da Teoria da Arquitectura como representação da civilização na perspectiva científica, sócio-politica e filosófica.
O entendimento da evolução dos conceitos e da história de arquitectura pretende sobrevalorizar as formas e o seu significado. A sistematização do conhecimento pretende enriquecer a formação e actividade do arquitecto desenvolvendo o raciocínio entre a Ideia/Concepção e a Representação.
A interdisciplinaridade inerente à concepção e edificação da Cidade e da Arquitectura, que constrói a sua imagem, deverá ser expressa através dum discurso metodológico para entender o papel do Arquitecto ao longo dos vários períodos históricos.
A origem da Arquitectura fomentou sempre uma discussão teórica sobre os princípios fundamentais da concepção arquitectónica. Pretende-se que se introduza alguns desses princípios para uma melhor compreensão sobre a evolução dos conceitos teóricos.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

A temática pretende fornecer aos discentes capacidade de entender o conceito/ideia na representação da arquitectura. Por outro lado, compreender a relevância de formular conceitos teóricos na prática do projecto e representá-los através da forma, assim como a importância do conhecimento e da ¿memória colectiva¿ na criatividade do objecto arquitectónico.
A aquisição de conhecimento perspectivado com diferentes leituras pretende incentivar uma metodologia crítica da arquitectura construída e não construída mas que nos deixou um legado histórico que complementa a história das ideias e das formas.

A Introdução à problemática da Teoria e da História pretende incentivar a elaboração de trabalhos teóricos nestas áreas que irão desenvolver-se em diferentes unidades curriculares distribuídas por vários semestres que compõe a Área Científica da História e Teoria de Arquitectura.

Metodologias de ensino e avaliação

A disciplina será leccionada através de aulas teóricas que contenham conteúdos explícitos sobre conceitos arquitectónicos. Serão analisadas as obras construídas que sejam representativas construindo a história e traduzem conceitos essenciais à evolução de novas formas e linguagens estéticas.
A avaliação é realizada através de trabalhos a desenvolver durante o período das aulas e acompanhados pelo professor. Serão apresentados dois trabalhos (individual e de grupo), como elementos de avaliação contínua com o 75% de presenças segundo o regulamento do MIARQ. Os trabalhos irão incidir em obras construídas como processo de aquisição de leituras analíticas do objecto e enquadramento conceptual.
O trabalho de grupo (2-3 Alunos) será apresentado em texto e oralmente - 60% (trabalho ¿ 50% + participação ¿ 10%).
O trabalho individual será uma recensão crítica a textos discutidos pelo docente - 40% .
Nos exames o trabalho de grupo terá avaliação de 50% e o teste constituirá 50% da nota fin

Bibliografia principal

? Cullen, Gordon (1996). A Paisagem Urbana. Lisboa: Edições 70.
Cota: UR/138-BC
? Frampton, Kenneth (2000). História Crítica da Arquitectura Moderna. São Paulo: Martins Fontes.
Cota: AQ/106-BC
? Janson, H. W. (1998). História de Arte. Lisboa. Fundação Calouste Gulbenkian.
Cota: HA/55-BC
? Kostof, Spiro. (2007). História de la Arquitectura. Madrid: Alianza Editorial.
Cota: AQ7224-BC
? Kostof, Spiro. (1999). The City Shaped, Urban Patterns and Meanings Through History. Boston: A Bulfinch Press Book Little, Brown and Company.
Cota: UR/122-BC
? Rossi, Aldo (2001). A Arquitectura da Cidade. Lisboa: Cosmos.
Cota: AQ/140 ¿BC
? Vitruvio. (2009). Tratado de Arquitectura, trad. M. Justino Maciel. Lisboa: IST Press.
Cota: AQ/285-BC
? Wiebenson, D. (Ed.). (1988). Los Tratados de Arquitectura: de Alberti a Ledoux. Madrid: Hermann Blume.
Cota: AQ/91-BC
? Zumthor, P. (2006) Atmosferas : entornos arquitectónicos - as coisas que me rodeiam. Barcelona: Gustavo Gili.
Co