Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Projeto de Arquitetura III

Curso

Arquitetura

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura; Mestrado | Semestral | 10

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

3 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

280 | 150

Código

ULHT36-918

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

Explorar a possibilidade do arquitecto actuar contemporaneamente para além de uma prática fundada apenas no Projecto do Edifício. Alicerça-se esta possibilidade num conjunto de questões consideradas basilares na formação do arquitecto, reivindicando a existência de uma estrutura de pensamento, conhecimento e acção (arquitectónica) que se constrói suportada nas noções de sociedade, forma, espaço, estrutura e sistema. Identificação, estudo e revelação de nexos urbanos na área metropolitana de Lisboa, passíveis de constituirem sistemas geradores de atracção e convivialidade na Cidade.
Estes sentidos, ou nexos, deverão ser revelados ou accionados de modo arquitectónico, i.e. recorrendo a ideias e expressões do universo da arquitectura, quer em termos de inscrição cultural, quer em termos disciplinares metodológicos (espaço e forma), construtivos (técnica e materialidade) e legais (regulamentos).

Objetivos

Reconhecer a importância da memória quer como a priori quer como resultado, considerando a acção do projecto como hipótese de construção de uma leitura contínua das camadas de constituição da Cidade (revelação de tempos e sentidos).
Tomada de consciência do habitar a Cidade como fundamento do arquitectar o domínio público. Reconhecimento das lógicas de relação, caracterização e estruturação de um contexto no qual se pretende intervir, enquanto pressuposto simultaneamente de uma proposta de Desenho Urbano e de uma proposta de habitação contemporanea. Caracterização de uma ideia de morar. Desenvolvimento de propostas de soluções considerando as suas valências enquanto estrutura urbana, sistema espacial, discurso de arquitectura e expressão de cidadania.
Apreensão operativa das noções de materialidade e infra-estrutura enquanto componentes do discurso da expressão narrativa no discurso da arquitectura.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

A actividade do arquitecto no que concerne ao Projecto enquanto gestão sensível de variáveis como a consciência da permanência, do requinte, da cultura e competência técnica. Entendendimento do projecto de arquitectura enquanto texto operativo de explicitação morfológica, espacial e material de um propósito cívico cultural.
Aquisição de competências teóricas e prácticas de actuação em meios urbanos sedimentados e de forte caracterização histórica, utilizando o projecto enquanto suporte crítico capaz de explicitar uma:
- narrativa morfológica e espacial enquanto suporte de uma ideia de arquitectura e cidade (sensibilidade cultural, conceptual e dimensão poética);
- de especular acerca da materialização do discurso da arquitectura (desde o controlo de desenho urbano envolvente à area de intervenção até à escala do detalhe arquitectónico e integração de redes);
- e representar e comunicar eficazmente.

Metodologias de ensino e avaliação

As aulas serão constituídas essencialmente por duas vertentes. Serão leccionados três tipos de sessões lectivas:
- sessões prácticas de acompanhamento ao desenvolvimento dos trabalhos;
- sessões expositivas e de leitura complementar acompanhadas por material audiovisual e apresentação de textos diversos de enquadramento das matérias lectivas;
- sessões de apresentação pública dos trabalhos desenvolvidos;
sujeitas a discussão, enquadramento pedagógico e apoio crítico ao longo de todo o semestre.
Complementarmente poderão ainda ser organizadas visitas de estudo relacionadas com os conteúdos e objectivos da unidade curricular.
A avaliação desta unidade curricular é composta pelas seguintes vertentes: a) Trabalho de grupo visando um tema da unidade curricular (reconhecimento da zona de intervenção), 5%; b) desenvolvimento e apresentação do estudo prévio, 20%; c) desenvolvimento e apresentação do Projecto Base da proposta desenvolvida na fase anterior, 70%; d) Assiduidade, 5%..

Bibliografia principal

Bibliografia base:
Tschumi, B. (1995). Questions of Space. (3ª tir., 1ª ed.). Londres: Architectural Association.
COTA: AQ/397-BC
Aparicio Guisado, J. M. (2006). El Muro. (1ª tir., 1ª ed.). Argentina: Universidade de Palermo.
COTA: AQ/406-BC
Pallasmaa, J. (2006). Los Ojos de la Piel. . (1ª tir., 1ª ed.). Barcelona: Gustavo Gili.
COTA: AQ/250-BC
Bibliografia de apoio:
De Meuron, P. , Herzog, J. (2005). Natural History. (1ª tir., 1ª ed.). Suíça: Lars Muller Publishers.
COTA: AQ/485-BC
Campo Baeza, A. (2009). A Ideia Construída. (1ª tir., 3ª ed.). Lisboa: Caleidoscópio ¿ Edição e Artes Gráficas, SA.
COTA: AQ/237-BC
Nota: Todas as cotas são da Biblioteca Victor de Sá da ULHT.