Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Exognosia e Identificação Animal

Curso

Medicina Veterinária

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura; Mestrado | Semestral | 4

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

100 | 60

Código

ULHT478-6020

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

Conceito e nomenclatura das regiões do exterior do animal.
Classificação das estruturas anatómicas de cobertura da pele.
Aprumos e atitudes de movimento.
Determinação da idade.
Métodos e Sistemas de Identificação das diversas espécies; Identificação por Resenha;
Conceito de Raça; Caracteres étnicos e descrição racial.
Capacidade funcional e de adaptação das raças.
Raças do Mundo, Portuguesas e exóticas representadas em Portugal das espécies: equina, bovina, ovina, caprina, suína; canídea; felídea; leporídea, mamíferos exóticos de companhia e aves de capoeira.

Objetivos

1 - Adquirir conhecimentos sobre as principais características morfológicas dos diferentes grupos de animais;
2 - Reconhecer as diversas raças das espécies domésticas e identificar as regiões do exterior, os tipos, as variedades e as particularidades das pelagens dos animais, as suas atitudes e aprumos;
3 - Capacitar o aluno a determinar a idade aproximada do animal;
4 - Saber realizar uma correcta identificação animal recorrendo à metodologia apropriada (métodos de identificação naturais, analíticos ou implantados);
5 - Saber realizar uma identificação por resenha;
6 - Conhecer as principais raças portuguesas e exóticas de animais das espécies: bovina, equina, ovina, caprina, suína, canina, felina, leporídeos e aves. Conhecer as suas aptidões e formas de exploração (quando aplicável);
7 - Adquirir conhecimentos sobre as principais espécies de aves, répteis e mamíferos exóticos de companhia.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

1 - Adquirir conhecimentos sobre as principais características morfológicas dos diferentes grupos de animais;
2 - Reconhecer as diversas raças das espécies domésticas e identificar as regiões do exterior, os tipos, as variedades e as particularidades das pelagens dos animais, as suas atitudes e aprumos;
3 - Capacitar o aluno a determinar a idade aproximada do animal;
4 - Saber realizar uma correcta identificação animal recorrendo à metodologia apropriada (métodos de identificação naturais, analíticos ou implantados);
5 - Saber realizar uma identificação por resenha;
6 - Conhecer as principais raças portuguesas e exóticas de animais das espécies: bovina, equina, ovina, caprina, suína, canina, felina, leporídeos e aves. Conhecer as suas aptidões e formas de exploração (quando aplicável);
7 - Adquirir conhecimentos sobre as principais espécies de aves, répteis e mamíferos exóticos de companhia.

Metodologias de ensino e avaliação

Aulas Teóricas e Teórico-Práticas.
Teórica: exposição dos conteúdos teóricos com recurso a meios audiovisuais. Procura-se o envolvimento dos alunos através da análise e discussão dos conceitos e realização de trabalhos.
Modalidades de avaliação:
- Avaliação contínua em regime presencial: 4 testes de avaliação (25% cada)
- Exame final em caso de não aprovação na avaliação contínua
Teórico-Prática: Aplicação do conhecimento veiculado nas aulas teóricas a casos clínicos reais.
Modalidades de avaliação:
- Avaliação contínua em regime presencial: assiduidade e participação (10%), 4 testes escritos (22,5% cada).
- Exame final em caso de não aprovação na avaliação contínua
A classificação final da UC corresponde à média ponderada da avaliação teórica (50%) e teórica-prática (50%).

Bibliografia principal

- Alderton, D. (1999). Gatos. Venda Nova: Bertrand Editora
- Baatz, M. & Baatz, M. (2001). Raças de cães: as raças mais importantes, sua origem, características e aproveitamento (2ª ed.). Lisboa: Editorial Presença.
- Barone, R. (2000). Anatomie Comparée des Mammiféres Domestiques. Tome premier : Ostéologie. (4ª ed.). Paris: Éditions Vigot
- Legislação em vigor
- DGP. 1980. Raças Bovinas Portuguesas. Lisboa: Direcção Geral de Pecuária
- DGP.1987. Recursos Genéticos ¿ Raças Autóctones, Espécies Ovina e Caprina. Lisboa: Direcção Geral de Pecuária
- Edmonson, A.J., Lean, I.J., Weaver, L.D., Farver, T. & Webster, G. 1989 A body condition scoring chart for Holstein dairy cows. Journal of Dairy Science, 72(1), 68-78. doi:10.3168/jds.S0022-0302(89)79081-0