Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Fisiologia I

Curso

Medicina Veterinária

Grau|Semestres|ECTS

Licenciatura; Mestrado | Semestral | 4

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

2 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

112 | 60

Código

ULHT478-8508

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1.Endocrinologia ¿ Controlo central endócrino, glândulas endócrinas e suas funções.
2. Sistema digestivo ¿ Regulação das funções gastrointestinais, movimentos e secreções, processors fermentativos e não fermentativos, utilização dos nutrientes após a absorção.
3. Sistema cardiovascular - Actividade eléctrica cardiaca, electrocardiograma, circulação sanguínea, controlo local da circulação sanguínea, controlo neural e hormonal da pressão arterial e volume sanguíneo.
4. Sistema respiratório - Ventilação pulmonar, vascularização, trocas gasosas e transporte de gases, funções não respiratórias.
5. Contração muscular
6. Homeostasia - Equilíbrio ácido-base e termorregulação.

Objetivos

1. Estudo dos principais mecanismos de regulação dos vários sistemas orgânicos
2. Demostração de como os mecanismos fisiológicos de cada sistema contribuem para o funcionamento do organismo como um todo.
3. Integração dos conhecimentos adquiridos noutras disciplinas, nomeadamente a anatomia e a estrutura macroscópica e microscópica dos tecidos que compõem o organismo.
4. Diferenciação entre características fisiológicas das várias espécies animais com importância veterinária.
5. Diferenciação entre parâmetros fisiológicos e patológicos. Criação de bases para a melhor compreensão da patofisiologia da doença.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

No final desta unidade curricular, o aluno deve ser capaz de:
1. Conhecer e descrever com precisão os principais mecanismos de regulação dos vários sistemas orgânicos.
2. Compreender o modo como os vários mecanismos fisiológicos interagem por forma a permitir o funcionamento do organismo como um todo.
3. Conhecer as principais diferenças fisiológicas entre as várias espécies animais com importância veterinária.
4. Diferenciar parâmetros fisiológicos de patológicos.
5. Estabelecer o conhecimento base sobre a fisiologia animal que permita o melhor entendimento da patofisiologia de doenças.

Metodologias de ensino e avaliação

AulasTeóricas magistrais, seguindo os objectivos da U.C..
Aulas Práticas tutoradas de frequência obrigatória, que permitem ao aluno consolidar a matéria dada nas aulas teóricas em laboratório.
Avaliação Teórica Aval. contínua de conh. através da realização de 2 testes escritos para aval. de cada bloco de conteúdo programático ou realização de um exame final que engloba toda a matéria leccionada, com um peso relativo de 50% na nota final da disciplina. A nota mínima exigida é de 9,5 valores.
Aval. Prática mini-testes ao longo do semestre para cada bloco de conteúdo programático, com peso relativo de 90% da nota final. A assiduidade e o interesse valem 5% da nota final, O exame oral pode ser considerado como forma complementar de aval. no final do semestre caso o aluno não obtenha a classificação mínima de 9,5 valores na componente prática, mas tenha assistido a 2/3 das aulas.
A classificação final = à soma ponderada da contribuição da aval. prática (50%) com a aval. teórica (50%)

Bibliografia principal

1. Klein, B. (2014). Cunningham Tratado de Fisiologia Veterinária. 5ª Edição, Elsevier.

2. Guyton & Hall (2011).Tratado de Fisiologia Médica. 11ª Edição, Elsevier.

3. Swenson, M. J. e Reece, W. O. (2004) Dukes Physiology of Domestic Animals. 12ª Edição, Edition by William Reece