Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Caracterização e Tratamento de Águas e Efluentes

Curso

Engenharia do Ambiente (M)

Grau|Semestres|ECTS

Mestrado | Semestral | 5

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

140 | 60

Código

ULHT503-13372

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

Caracterização da Água (Características físicas, químicas, microbiológicas)
Conceitos gerais de projecto (população, habitante equivalente, capitação, cargas
poluentes, caudais de projeto, etc.)
Tratamento de Águas de Abastecimento (Arejamento, Coagulação/Floculação,
Sedimentação e Flotação, Filtração, Separação por membranas, Permuta iónica,
Oxidação química, Desinfeção).
Resíduos das ETA.
Caracterização das águas residuais, Cargas poluentes.
Operações e Processos de Tratamento de Águas Residuais (Tratamentos Preliminares,
Tratamentos Primários, Tratamentos Secundários, Tratamentos Terciários).
Discos Biológicos.
Secagem de lamas.
Lagunagem.
Normas, Regulamentos e Legislação aplicável

Objetivos

Proporcionar conhecimentos sobre os métodos e técnicas a utilizar no tratamento de
águas de abastecimento tendo em atenção os fins a que se destina e de águas residuais tendo em atenção o meio recetor.
Fornecer capacidades para avaliar e ponderar tomadas de decisão no âmbito da
avaliação, concepção, projecto, operação e manutenção de unidades de tratamento de
água e águas residuais.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Conhecimentos sobre métodos e técnicas a utilizar no tratamento de águas.
Capacidades para avaliar e ponderar tomadas de decisão no âmbito da avaliação,
concepção, projecto, construção, operação e manutenção de sistemas de tratamento de
água e águas residuais, permitindo assim uma eficaz análise técnica e
económica/financeira capaz de definir as intervenções adequadas.

Metodologias de ensino e avaliação

Metodologia sócio individualizada, procurando equilibrar a acção do colectivo e o
esforço individual do discente, estimulando-o a encontrar-se a si próprio na procura dos
domínios científico e profissional que determine a sua futura identidade profissional.
Avaliação contínua e/ou exame final. A avaliação é feita de um modo contínuo, através
das aulas e elaboração e apresentação/discussão de trabalhos.
Trabalhos práticos realizados em grande parte nas aulas práticas, ao longo do semestre
e uma prova final (escrita ou de apresentação oral).
A classificação final é obtida por ponderação dos valores dos trabalhos práticos (50%)
e da prova final (50%). Nenhuma das classificações poderá ser individualmente inferior
a 10 valores.

Bibliografia principal

Mendes, B.; Oliveira, J. S. - "Qualidade da Água para Consumo Humano", LIDEL,
Lisboa, 2004;
American Water Works Association - "Water Quality and Treatment", McGraw-Hill,
New York, 2002;
Metcalf & Eddy - "Wastewater Engineering: Treatment and Reuse", McGraw-Hill,
New York, 2003;
Oliveira, J. Santos - "A Lagunagem em Portugal: Conceitos Básicos e Aplicações
Práticas", Edições Universitárias Lusófonas, Lisboa, 1995;
Comissão Sectorial para a Água (CS/04) - "A Problemática do Chumbo na Água de
Consumo Humano", Instituto Português da Qualidade;
Comissão Sectorial para a Água (CS/04) - "Riscos para a Saúde Resultantes da
Qualidade da Água dos Sistemas de Abastecimento", Instituto Português da Qualidade
ERSAR - Recomendação nº 2/2011, "Especificação técnica para a certificação do
produto água para consumo humano".
DL nº 152/97, de 19 de Junho. 1997.
DL nº 236/98, de 1 de Agosto. 1998.
DL nº243/2001, de 5 de Setembro. 2001
DL nº 306/2007, de 27 de Agosto, 2001