Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Educação, Saúde e Exercício

Curso

Ensino de Educação Física nos Ensinos Básico e Secundário

Grau|Semestres|ECTS

Mestrado | Semestral | 4

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

2 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

100 | 37

Código

ULHT657-16123

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1.A educação para a saúde em contexto escolar
1.1.Os conceitos básicos da educação para a saúde
1.2.O papel do contexto físico e social nos comportamentos de saúde. Principais determinantes da sua adopção.
1.3.Modelos teóricos de educação para a saúde
2. Modelo de desenvolvimento de projetos de prevenção da saúde: ciclo de fases do projeto em meio escolar
2.1.Competências de comunicação e aconselhamento em saúde
2.2.Competências de pesquisa e análise crítica de informação
3.Aprendizagem experiencial: novos modelos de educação e formação para a saúde
3.1.Princípios básicos e ciclo de aprendizagem experiencial
3.2.Estilo, espaço e condições para a aprendizagem experiencial
3.3.Metodologia e investigação
4.As áreas emergentes de educação para a saúde em idade escolar: caracterização, intervenções e principais resultados
4.1.Educação alimentar e atividade física
4.2.Regulação emocional e saúde mental
4.3.Comportamentos aditivos (tabaco e álcool)
4.4.Afetos e sexualidade

Objetivos

Reconhecer a importância da área de educação para a saúde na promoção e adoção de estilos de vida saudáveis e fisicamente ativos e, subsequente, qualidade de vida.
Identificar e explicar os principais determinantes dos comportamentos de saúde, bem como os modelos teóricos mais comummente utilizados no âmbito da mudança comportamental em saúde.
Identificar as áreas emergentes da educação para a saúde em idade escolar, sabendo caracterizá-las, identificar as estratégias usadas em cada área que apresentam maior eficácia.
Identificar áreas problemáticas no contexto da escola e delinear um projeto de intervenção passível de contribuir para a resolução ou atenuação do problema identificado, recorrendo para tal à metodologia da aprendizagem experiencial e ao enquadramento teórico da intervenção a partir de um dos paradigmas teóricos de referência abordados.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Compreensão e desenvolvimento da capacidade reflexão crítica acerca dos principais modelos teóricos e seu potencial de explicação da realidade.
Mobilização de conhecimentos teóricos e metodológicos na dinamização de projetos de intervenção para a promoção de comportamentos de saúde, identificados como situações problemáticas em contexto escolar, através da aplicação de estratégias de intervenção conhecidas ou desenvolvidas pelos próprios de forma fundamentada.
Utilização adequada da metodologia de educação experiencial e selecção apropriada das fontes de informação e sua apresentação.

Metodologias de ensino e avaliação

Serão leccionadas aulas teóricas e teórico-práticas (aprendizagem experiencial).
Será utilizado o sistema de b-learning, com base na plataforma moodle.
Avaliação contínua:
1. Componente de trabalho em grupo: Desenvolvimento de um programa de Educação para a Saúde (ES) de um dia, com base nas fases do ciclo do projecto de prevenção e na metodologia de aprendizagem experiencial
2. Componente de avaliação escrita: 1 Frequência.
A nota final será: 0.5*frequência (0.50) + 0,5*trabalho de grupo (0.50). Todos os elementos de avaliação maior ou igual a 9.5
Avaliação Final:
1. Realização de um exame escrito;
2. Realização de um exame oral para alunos admitidos no exame escrito >7,4 .

Bibliografia principal

Almeida,P;Lameiras,J.& Henriques,M.(2009).A aprendizagem experiencial.In A Urgência de Educar para Valores:Um contributo para a literacia social.ed.L. Xavier de Carvalho,61 - 66.Lisboa:NA
Bidle,S.J.H. and N.Mutrie,Psychology of physical activity:determinants,well-being and interventions.2008.Routledge:New York
Calmeiro,L.;Matos,M.(2004).Psicologia do exercício e da saúde.Visão e Contextos.
Filho,H.C.,Ferreira-Borges,C.&Frasquilho,M.A.(2008).Organização de intervenções preventivas:Gestão de problemas de saúde em meio escolar. (Eds.)Lisboa:Coisas de Ler.
Gilbert,G.&Sawyer,R.(1995).Health educations:Creating strategies for school and community health.Boston:Jones and Bartlett Publishers.
Hellison,D.(2003).Teaching Responsability through physical activity (2nd Ed), Human Kinetics.
Ward,D.S.,Saunders,R.P.,Pate,R.R.(2007).Physical activity interventions in children and adolescents.Physical Activity Interventions Series,Human Kinetics